Cidades

A greve agora vai atingir 30% da frota de ônibus em Manaus

Redação
Escrito por Redação

As negociações com o prefeito Arthur Neto (PSDB) e empresários não avançaram e os Rodoviários mantém greve dos transportes coletivos também nessa quinta-feira (28). Com um detalhe a mais: agora prometem parar 30% da frota de ônibus, conforme determina a liminar expedida pela Justiça do Trabalho.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários disse no final da tarde de hoje (27), que tanto os empresários, quanto o prefeito tucano estão endurecendo o jogo, para não assinarem o “comum acordo”, que dá o direito de instaurar o dissídio coletivo na Justiça do Trabalho, mas não estão tendo resposta dos patrões.

Os mais de nove mil trabalhadores do sistema tem enfrentado sérios problemas, que vão dos inúmeros assaltos praticados por ladrões, a altas temperaturas em dias ensolarados. Os ônibus não tem ar condicionado, e estão em péssimas condições de uso. A frota está sucateada, e não tem perspectiva de melhora.

Para os usuários, o sistema é demorado, sujo e mal cheiroso. Enquanto isso, o prefeito e os empresários continuam discutindo aumento de tarifa. Chegaram até a elevar a passagem para R$ 3,50, mas foram impedidos pela Justiça.

A greve dos rodoviários, por falta de cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que estabelece o dissídio coletivo da categoria uma vez por ano, sempre no dia 1º de Maio, é apenas um dos inúmeros problemas acumulado pela prefeito e por empresários do setor, que se recusam sequer conversar sobre o reajuste salarial, a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e a insalubridade, considerada altamente elevada, pela categoria.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.