Amazonas Política

A prefeitura não tem controle sobre o transporte coletivo, diz José Ricardo

Ônibus da Zona Leste, sempre lotados e sem conforto para os usuários.
Ônibus da Zona Leste, sempre lotados e sem conforto para os usuários.
Redação
Escrito por Redação

A Prefeitura de Manaus não detém informações básicas sobre a planilha de custos do transporte coletivo, quando deveria transferir 100% o controle das informações do sistema dos transportes coletivos, por meio da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). Foi o que disse o candidato José Ricardo (PT), nessa sexta feira (16), durante panfletagem na Zona Norte.

Em maio deste ano, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetran) solicitou à Câmara Municipal de Manaus (CMM) a realização de Audiência Pública com representantes da SMTU para apresentação desses dados. Mas ficou claro que a Prefeitura, não tem dados e informações organizadas e seguras sobre a planilha de custos e depende dos empresários do setor para fornecer dados, os dados deles.

Ônibus da Zona Leste, sempre lotados e sem conforto para os usuários.

Ônibus da Zona Leste, sempre lotados e sem conforto para os usuários.

“O prefeito se omitindo de sua responsabilidade, e quem paga por isso é a população que depende do transporte público”, criticou José Ricardo.

O candidato defende que os coletivos devam ter acionamento direto do sistema de segurança por convênio via GPS, em caso de delitos durante o trajeto (“botão do pânico”); fiscalizar o transporte público de passageiro de modo a combater os constantes descumprimentos de determinações legais e de cláusulas contratuais; estabelecer a tarifa reduzida fora do horário de pico, bem como ampliação da integração temporal, além de defender auditoria e transparência na planilha de custo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.