Formal & Informal

A violência em Codajás tem ligação com a rota do tráfico, diz a população

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Por não aguentar mais tanta violência, a População de Codajás, na Região do Alto Solimões, foi às ruas protestar contra a falta de segurança que assusta os moradores e expõe o perigo de viver na rota do tráfico naquela região.

Com faixas e cartazes, um grande número de pessoas foi ás ruas para pedir a saída do prefeito Abraham Lincoln (PSD)e clamar por mais segurança e policiamento.

Moradores afirmam que o fenômeno da violência tem origem pelo fato de Codajás ter se tornado corredor do tráfico de drogas que vem, principalmente, da Colômbia e tem como destino a cidade de Manaus.

O aumento do tráfico provocou de uma hora para outra, um aumento indiscriminado no número de “bocas de fumo” e um aumento ainda maior de usuários de drogas entre os jovens.

A consequência disso é o aumento do número de crime como o próprio tráfico de drogas, de homicídios, assaltos, roubos e estupros.

A violência é tanta que vem deixando até mesmo os poucos policiais do município. Eles estão de “mãos atadas” e não tem como enfrentar os traficantes, que estão fortemente armados.

A cidade de Codajás só dispõe de apenas três policiais, que se desdobram para tentar conter a violência, mas nem isso estão conseguindo fazer, porque estão sendo acuados pelos traficantes.

Ciente desse problema, o comando da PM vai enviar dois oficiais investigadores ao município, que irão fazer um levantamento da situação para que a PM prepare uma operação capaz de acabar com a violência na cidade.

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.