Acre Amazônia

AC: mãe é brutalmente assassinada com golpes de facão

Redação
Escrito por Redação

Um crime macabro chocou os moradores que residem no Km 28, do Ramal Antimary. A vítima Jardineis Oliveira da Silva, 25 anos, estava desaparecida desde o domingo, 15, com sua filhinha de seis meses de vida.

O corpo de Jardineis Oliveira foi encontrado desviscerada a golpes de facão. Ela estava seminua, amarrada e ainda com uma incisão na barriga que havia sido costurado. O corpo estava à beira de um córrego, distante 80km da comunidade, onde reside na manhã de segunda-feira (16).

O marido da vítima, Francisco Vanis Mesquita, havia registrado Boletim de Ocorrência (B.O) dando conta do desaparecimento da mesma. Ela havia saído de casa na companhia da filha de seis meses de vida para visitar, porém o corpo da criança não foi encontrado.

Preocupado com a demora da esposa, o marido relatou que foi ao encontro da esposa e no percurso encontrou os pertences da mulher jogados no meio da estrada e também a carteira de Lucimar Bezerra da Silva, 33 anos, considerado nas redondezas como um homem violento e com histórico de estupros.

De imediato, a polícia deu início às buscas e nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 16, o corpo da mulher foi encontrado, porém nenhuma pista da criança foi conhecida.

A polícia chegou a desconfiar que o bebê tivesse sido introduzido no ventre da mulher, uma vez que a barriga havia sido cortada e costurada novamente, mas após a necropsia do Instituto Médico Legal (IML) foi constatado que não havia nada em seu ventre.

A equipe do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) realiza buscas no intuito de identificar o paradeiro da recém-nascida. De acordo com informações da Polícia Civil, Lucimar Bezerra da Silva, que já encontra-se detido, figura como principal suspeito do crime macabro. Segundo populares, ele nutria sentimentos pela vítima. Ainda não se tem paradeiro da criança e nem a real motivação do crime, tampouco se a mulher foi, realmente, vítima de estupro. A polícia ainda está dando prosseguimento ao inquérito investigativo e mais informações devem ser repassadas nas próximas horas.

(AC24HORAS)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.