Acre Amazônia

AC: Médica dá tapa em criança com Síndrome de Down

A médica disse que não queria se pronunciar sobre o caso/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
A médica disse que não queria se pronunciar sobre o caso/Foto: Divulgação

A médica disse que não queria se pronunciar sobre o caso/Foto: Divulgação

Um vídeo de uma câmera de segurança registrou o momento em que a médica Sirlândia Brito agride um menino de seis anos, que tem Síndrome de Down, em uma unidade de saúde de Rio Branco. Em entrevista ao G1, nesta quarta-feira (21), a mãe da criança, a empresária Liliane Pereira, de 31 anos, contou que o caso aconteceu há uma semana e que a família tem vivido dias de tristeza após o ocorrido.

A médica disse que não queria se pronunciar sobre o caso e se limitou a dizer que o caso vai ser resolvido. “Não quero falar nada. Isso aí a gente vai resolver de outras formas. Vai ser resolvido”, disse.
Na esquerda do vídeo, a médica aparece sentada ao lado do marido e a criança surge e dá um tapa no ombro da mulher. Em seguida, ela revida com outro tapa, que pega nas costas do menino. A mulher ainda olha para a criança depois do tapa, vira o rosto e aponta para o ombro para indicar onde o garoto havia batido. Depois age como se nada tivesse ocorrido.

Ainda muito abalada, a empresária falou que estava com a criança na unidade para um atendimento na área administrativa e que a médica, que também aguardava por atendimento, estava sentada na fileira da frente. A criança teria dado um tapa nas costas do marido da mulher, que estava sentado ao lado dela, e depois voltado a dar um tapa nas costas da médica.

“Quando eu estava no atendimento, meu filho deu outro tapa nos ombros dela e foi quando ela deu um tapão nas costas dele. Como eu estava de costas, não vi. Só percebi que ela estava falando alguma coisa para o marido dela. Fui até ela e perguntei se estava incomodada com meu filho. Foi quando ela falou que ele era doido, que criança como ele tinha que andar amarrada e que não pode andar em sociedade, que era débil mental”, contou a mãe.

Uma outra pessoa que estava no local foi quem teria contato para a mãe que a mulher tinha dado um tapa na criança. “Errei por não ter chamado a polícia na hora. Fiquei chocada com aquilo tudo. Nunca imaginei que passaria por uma situação como aquela. Quando ele bate assim é para chamar atenção, só como uma forma de brincar mesmo, assim como qualquer criança”, disse.

A mãe contou que o comportamento do menino mudou completamente após o ocorrido e que ele foi levado para a psicóloga. “Até hoje meu filho está muito nervoso com o que aconteceu. Está tendo pesadelos e tendo que dormir com a gente. Acorda gritando e fica batendo na gente enquanto dorme. A psicóloga disse que ele está com o comportamento agressivo. Para a gente já é difícil assimilar tudo isso, para ele é ainda pior”, relatou.

A família registrou um boletim de ocorrência contra a médica/Foto: Divulgação

A família registrou um boletim de ocorrência contra a médica/Foto: Divulgação

O pai da criança, o também empresário Daniel Pereira, de 37 anos, afirmou que a família registrou um boletim de ocorrência contra a médica. “Esperamos que seja feita justiça. Estamos passando por uma semana de muitas turbulências em casa. Estamos sofrendo bastante. Esse caso mudou toda nossa rotina”, concluiu. (G1)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

  • Lamentavel! Principalmente para uma pessoa que cuida de outras! Se a criança estava incomodando era só avisar a mãe que ela saberia como lidar com o filho! Por isso vigio meu garotinho o tempo inteiro pois não aceitaria ninguem bater nele não, quem tem o direito de educar é só os pais e familiares, não uma pessoa que nem conhece a criança.

error: Ops! não foi dessa vez.