Acre Amazônia

AC: procissão de São Sebastião levou milhares de fiéis às ruas de Xapuri

Redação
Escrito por Redação

Milhares de fiéis participaram no final da tarde de quarta-feira (20) no município de Xapuri (Ac), da procissão em homenagem a São Sebastião, o padroeiro da cidade. Após participarem da missa na Igreja central, a imagem do santo foi carregada e seguida por fieis pelas principais ruas. Várias regiões foram interditadas. Moradores que não seguiam a romaria, prestigiavam a passagem da imagem do santo nas varandas de suas casas.

O governador Sebastião Viana, o senador Gladson Cameli (PP-AC), o deputado estadual Manoel Morais estiveram presentes no evento religioso.

A Procissão é uma tradição na cidade e atrai romeiros dos seringais e ribeirinhos do município de Xapuri e cidades vizinhas. Todo ano aumenta o número de devotos. Cânticos, fogos de artifício e o badalar dos sinos da Igreja marcaram a chegada da imagem do santo.

O santo de hoje nasceu em Narbonne; os pais eram oriundos de Milão, na Itália, do século terceiro. São Sebastião, desde cedo, foi muito generoso e dado ao serviço. Recebeu a graça do santo batismo e zelou por ele em relação à sua vida e à dos irmãos.

Ao entrar para o serviço no Império como soldado, tinha muita saúde no físico, na mente e, principalmente, na alma.

Não demorou muito, tornou-se o primeiro capitão da guarda do Império. Esse grande homem de Deus ficou conhecido por muitos cristãos, pois, sem que as autoridades soubessem – nesse tempo, no Império de Diocleciano, a Igreja e os cristãos eram duramente perseguidos –, porque o imperador adorava os deuses. Enquanto os cristãos não adoravam as coisas, mas as três Pessoas da Santíssima Trindade.

Esse mistério o levava a consolar os cristãos que eram presos de maneira secreta, mas muito sábia; uma evangelização eficaz pelo testemunho que não podia ser explícito.

São Sebastião tornou-se defensor da Igreja como soldado, como capitão e também como apóstolo dos confessores, daqueles que eram presos. Também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida.

(ac24horas)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.