Brasil

Advogada de garota do RJ diz que delegado do caso é machista

Redação
Escrito por Redação

“Há machismo do próprio delegado. Ele perguntou para ela se ela tinha por hábito fazer sexo grupal”, afirma Eloisa Samy, advogada da adolescente carioca que teve imagens de seu abuso expostas na internet nesta semana. Ela critica a atitude de Alessandro Thiers, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da Polícia Civil do Rio. As informações são do jornal El País Brasil.

Na opinião de Eloisa, que ofereceu assistência jurídica à jovem, a insistência de Thiers em pedir exame de corpo de delito no caso é inadequada. “A palavra da vítima da basta em caso de estupro de uma mulher. Se tivesse sido um furto de celular, de um relógio, isso não aconteceria. O que precisava além do vídeo que mostrando a moça desacordada, nua, para que a palavra da vítima fosse reconhecida e legitimada? As imagens são cristalinas”, argumenta.

A advogada elogiou a delegada Cristina Bento, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, que também acompanha as investigações. “Ela foi irreprochável, a pessoa mais sensível, ao lado do psicólogo. Agora o delegado coloca mais três homens na sala. Mesmo com a comoção em torno do caso, isso aconteceu”, conta.

Na sexta, três envolvidos no caso, inclusive o ex-namorado da vítima, prestaram depoimento e foram liberados sem seguida. “A polícia só vai pedir algum tipo de prisão se for comprovada a existência do crime e se houver necessidade”, afirmou o delegado Thiers, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

“A gente está investigando se houve consentimento dela, se ela estava dopada e se realmente os fatos aconteceram. A polícia não pode ser leviana de comprar a ideia de estupro coletivo quando na verdade a gente não sabe ainda”, completou Thiers.

A advogada também disse que a jovem está sendo ameaçada verbalmente pelas redes sociais. “O vídeo segue sendo compartilhado. Ela começa a apresentar sinais de síndrome do pânico”, afirma a advogada.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.