Mundo

Alemanha vai mandar 650 soldados para o Mali, em apoio à França

Ministra Ursula Leyen, da Defesa Alemã/Foto: Arquivo
Ministra Ursula Leyen, da Defesa Alemã/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

O governo da Alemanha pretende enviar até 650 soldados adicionais ao Mali para apoiar a França, muito concentrada atualmente na luta contra o Estado Islâmico na Síria, afirmou a ministra da Defesa, Ursula von der Leyen.
“Queremos e devemos estar ao lado da França e fazer todo o possível para ajudar nesta situação difícil”, disse a ministra, depois de citar os atentados de 13-N em Paris, durante uma reunião da Comissão de Defesa da Câmara Baixa do Parlamento (Bundestag).

A França está militarmente envolvida no Mali desde janeiro de 2013 com o objetivo de lutar contra os jihadistas.

O governo alemão apresentará em breve um novo mandato ao Bundestag sobre uma “força de 650 soldados” para apoiar a missão da ONU no Mali (Minusma), que tem a responsabilidade de administrar a aplicação de um acordo de paz entre o governo e os rebeldes do norte do país.

A tarefa é basicamente apoiar os capacetes azuis em termos de logística e reconhecimento, disse Von del Leyen.

A Alemanha tem apenas 10 soldados mobilizados no norte do Mali, enquanto outros 200 auxiliam a missão europeia de formação de soldados no sul do país, uma região menos perigosa.(Terra/IstoÉ)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.