Amazonas Esportes

Alexandre Pato avisa aos companheiros que fica, e SP celebra permanência

Alexandre Pato anuncia que fica no SP/Foto: FolhaPress
Alexandre Pato anuncia que fica no SP/Foto: FolhaPress
Redação
Escrito por Redação

Alexandre Pato anunciou no vestiário do CT da Barra Funda, após o treino de hoje, segunda-feira, que não sairá do São Paulo nesta janela de transferências. Em conversa com os outros jogadores, ao ser questionado sobre o tema, o atacante afirmou que ficará no clube. A informação foi passada por membros do departamento de futebol e reforçada pelo volante Thiago Mendes.
“Posso dizer que o Pato vai permanecer. A gente conversou no vestiário e o Pato disse que fica. A gente já conversou no vestiário. Geralmente a gente conversa bastante. A gente fez uma brincadeira com ele, perguntou se ia ficar ou sair e ele respondeu que ia ficar no clube”, falou o volante Thiago Mendes.

A conversa aconteceu minutos após o treino esta segunda-feira. A indagação partiu dos companheiros de elenco. Depois da resposta, o São Paulo procurou saber se a informação condizia com a realidade e obteve confirmação.

Autor de 21 gols no ano, Pato é artilheiro absoluto do São Paulo e vive aquela que considera a melhor temporada da carreira. O atacante interessou ao Tottenham, da Inglaterra, que pediu aos agentes Kia Joorabchian e Giuliano Bertolucci um estudo de informações sobre a viabilidade de contratar o atleta que pertence ao Corinthians e que está emprestado ao São Paulo até o fim de 2015. O clube inglês, no entanto, não avançou com proposta desde então.

O contrato de empréstimo de Pato tem cláusula de rescisão de 10 milhões de euros e pode ser quebrado caso um clube do exterior apresente até terça-feira uma proposta. O São Paulo, no entanto, estava preparado para tomar as medidas jurídicas que julga cabíveis para barra uma eventual saída do atacante caso o Corinthians aceite oferta inferior a 20 milhões de euros. A defesa se baseia em uma cláusula estipulada no contrato.
O contrato de empréstimo de Pato prevê que se o Corinthians não prover garantia bancária referente à parte corintiana da remuneração do jogador durante o vínculo com o São Paulo – cada clube paga R$ 400 mil entre salários e direitos de imagem -, a multa rescisória do contrato passa a ser 20 milhões de euros, o dobro do valor vigente.(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.