Amazonas Esportes

Alison e Schmidt colocam Brasil na decisão do Vôlei de Praia pela 4ª vez

Alison e Bruno estão na final do vôlei de praia/Foto: Reuters
Redação
Escrito por Redação
Alison e Bruno estão na final do vôlei de praia/Foto: Reuters

Alison e Bruno estão na final do vôlei de praia/Foto: Reuters

O Brasil terá uma dupla na decisão masculina de vôlei de praia da Rio-2016. Campeões mundiais no ano passado, Alison e Bruno Schmidt venceram os holandeses Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen por 2 sets a 1, hoje, terça-feira (16), com parciais de 21/17 e 21/23 e 16/14), colocaram o país na final pela quarta vez consecutiva, e garantiram ao menos a medalha de prata.
Até hoje, o Brasil só não esteve na decisão masculina do vôlei de praia em uma edição de Jogos Olímpicos (Atlanta-1996). Desde então, o país sempre colocou um conjunto na decisão. O único ouro obtido pelos representantes nacionais, contudo, foi em Atenas-2004, quando Ricardo e Emanuel foram campeões.

O próprio Alison esteve no jogo que valia a medalha de ouro na edição passada dos Jogos, em Londres-2012. Naquela ocasião, jogando ao lado de Emanuel, o brasileiro perdeu o título para os alemães Brink e Reckermann.

Com show de defesas, brasileiros movimentam torcida em Copacabana

Diante de uma arena cheia, Alison e Bruno souberam conduzir desde o início o comportamento do público. Mesmo com o placar equilibrado no início, os brasileiros trabalharam bem no bloqueio e na defesa, dificultaram demais a vida do ataque e levantaram a galera a cada peixinho.

Além disso, os donos da casa foram estratégicos. Sacaram de forma controlada, erraram pouco e concentraram o jogo holandês nas mãos de Alexander Brouwer, que apresentou aproveitamento inferior a 50% no ataque durante a primeira parcial. Alison e Bruno, mais precisos, fecharam o set com vitória por 21 a 17 e vibraram. Vibraram muito.

Volume de brasileiros diminui no segundo set

A empolgação de Alison e Bruno, contudo, não foi suficiente para manter no segundo set a soberania que a dupla havia estabelecido na parcial anterior. Sobretudo porque o serviço do time da casa parou de ser eficiente – Alison, por exemplo, errou duas tentativas consecutivas. Isso equilibrou o duelo no início da parcial.

Essa tônica de equilíbrio seguiu até o fim da parcial. Os brasileiros tiveram chance de fechar a parcial, mas Alison parou duas vezes no bloqueio de Meeuwsen. Mais consistentes, os holandeses venceram por 23 a 21.

Brasil flerta com a derrota, mas vai à final

Abalados por causa da perda de quatro match points perdidos, Alison e Bruno começaram de maneira lenta o tie-break, com os holandeses chegando a abrir 3 a 1. Um erro holandês, no entanto, recolocou os brasileiros na partida, que culminou na virada em 5 a 4. A partir daí, o Brasil conseguiu abrir dois pontos de vantagem, que a administrou até a parte final.

No 11º ponto, no entanto, os holandeses voltaram a empatar a parcial e viraram o jogo no ponto seguinte. Em duas oportunidades seguintes, o Brasil conseguiu o empate e virou o jogo no 14º ponto. Mesmo com a Holanda salvando mais um match point, Alison e Bruno, enfim, fecharam o confronto no 16º ponto.

Italianos e russos disputarão a outra semifinal

A segunda semifinal do vôlei de praia na Rio-2016 acontecerá ainda nesta terça-feira (16), quando os italianos Nicolai e Lupo enfrentarão os russos Semenov e Krasilnikov em Copacabana. Nenhum desses conjuntos terminou a temporada 2015 entre os dez primeiros do ranking mundial de vôlei de praia.(UOL/Reuters)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.