Amazonas Cultura

‘Alma de Um Poeta’ mostra como fazer um espetáculo de balé

A criação da coreografia, enfocada no balé/Foto: Divulgação
A criação da coreografia, enfocada no balé/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Prévia do projeto “Beça em Movimento”, previsto para acontecer em setembro deste ano, o espetáculo “Alma de um poeta” é uma realização que homenageia o poeta amazonense Aníbal Beça e será exibido na quinta (30) e sexta-feira (31), às 20h00, no Teatro Amazonas, com entrada franca.
A montagem é um reconhecimento ao artista, poeta, jornalista e escritor amazonense Aníbal Beça, com coreografia inspirada em suas obras, por meio da releitura de Adriana Goes, Rodrigo Vieira, Valdo Malaq e Welington Alves e direção e execução do Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas e apoio do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro.

Essa atividade, também conhecida como “working progress”, mostra o processo de construção do espetáculo, como é o trabalho de um balé, a forma de trabalho dos coreógrafos, desde a parte prática no palco até a exibição de vídeos com depoimentos de pessoas envolvidas na elaboração do espetáculo, com tradução para o inglês e para o método braille, em 40 minutos de apresentação.

“Esse novo formato de apresentação de um espetáculo mostra ao público que é possível fazer parte de um projeto como este e, assim, ajuda a quebrar barreiras e aproximar artistas e diretores da plateia, de forma dinâmica e inclusiva. Além disso, destaco a homenagem ao grande artista que foi Aníbal Beça para a cultura amazonense. O espetáculo é uma homenagem merecida ao talento literário e musical que ele representou”, ressaltou o secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

Desta forma, o “Alma de Um Poeta” busca desmistificar o que é um balé e seu processo de criação/formação, voltado para profissionais de dança e demais públicos interessados e resultará no espetáculo “Beça em Movimento”, previsto para estrear no mês setembro deste ano.

lma ade enquanto poeta”.

EXPERIMENTAL

O Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas é mais um projeto do Governo do Amazonas/Secretaria de Estado de Cultura, criado em 2014, com estudantes de balé do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro e bailarinos profissionais do Corpo de Dança do Amazonas, com o objetivo investir no potencial técnico e artístico de jovens talentos e valorizar e divulgar suas produções junto ao público.

A companhia integra 20 bailarinos, com idade entre 15 e 22 anos, que ensaiam diariamente, das 15h30 às 18h30, no Teatro da Instalação (Rua Frei Jose dos Inocentes, s/n Centro), técnicas de Ballet Clássico e Moderno-contemporâneo, além das leituras de elementos da improvisação e preparação física, na criação de um repertório com obras clássicas, neoclássicas, folclóricas e contemporâneas, de modo a ampliar e diversificar o preparo técnico e artístico que possuem.

Em 2014, com apenas três meses de preparação, o Balé Experimental participou do XVIII Festival Amazonas de Ópera juntamente ao elenco do Corpo de Dança do Amazonas na obra “Carmem Suíte” e também fez parte da programação da Copa do Mundo, organizada e produzida pela Secretaria de Estado de Cultura, nos espetáculos “Floresta do Amazonas” e “Estrelas do Amazonas”.

A estreia oficial aconteceu no Teatro Amazonas, em novembro de 2014, com a obra “Simplesmente Ernesto” e ainda participou do grande evento de final de ano realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, o Concerto de Natal.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.