Amazonas Cultura

Amazônia Live reúne Plácido Domingo, Paulo Lucas e Ivete Sangalo, em Manaus

Orquestra Filarmônica, com Plácido Domingo, em Manaus/Foto: Divulgação
Orquestra Filarmônica, com Plácido Domingo, em Manaus/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Orquestra Filarmônica, com Plácido Domingo, em Manaus/Foto: Divulgação

                  Orquestra Filarmônica, com Plácido Domingo, em Manaus/Foto: Divulgação

Em 1996, a cidade de Manaus estava em festa com a comemoração do centenário de um dos seus principais cartões-postais: o Teatro Amazonas, e para fazer jus a este grande evento, foi importada uma orquestra para se apresentar na ocasião, junto com o espanhol José Carreras.
Vinte anos se passaram. Políticas culturais, investimentos e fomentos vieram, resultando na criação de orquestras, companhias de dança e núcleos de formação cultural, que agora ganham holofotes internacionais, com a participação da Orquestra Amazonas Filarmônica e Coral do Amazonas, no “Amazônia Live”, projeto socioambiental promovido pela organização do Rock in Rio, que acontece no próximo sábado (27).

A apresentação acontecerá no Rio Negro, onde será montado um palco em formato de uma grande folha, com a participação especial dos tenores Plácido Domingo e Saulo Lucas, artista com deficiência visual e autista, e da cantora Ivete Sangalo. O Amazônia Live é um projeto socioambiental com o objetivo de mobilizar artistas, parceiros e fãs para abraçar a mais importante reserva de biodiversidade do mundo, com papel fundamental na redução do impacto do aquecimento global.

O governador do Amazonas, José Melo, salienta que o evento do próximo sábado, com a participação da Amazonas Filarmônica e do Coral do Amazonas, mostra que todo o compromisso com a Cultura no estado do Amazonas, tem dado ótimos resultados. “O trabalho desenvolvido pelo Governo do Amazonas está nos dando bons frutos! Nossa Filarmônica já é conhecida pela grandiosidade na execução do Festival Amazonas de Ópera. Temos absoluta certeza que no Amazônia Live mostrarão o talento que tanto nos orgulha e nos representa, neste evento que visa despertar a atenção do mundo inteiro para a preservação da nossa terra”, declara.

Já para o secretário de Cultura, Robério Braga, ter um Coral e uma orquestra como a Filarmônica facilitou a realização do Amazônia Live. “A princípio, a ideia da organização do Rock in Rio era trazer a Orquestra Sinfônica Brasileira, mas pela tradição, qualidade e fama internacional da Amazonas Filarmônica o convite foi feito e nós abraçamos essa causa junto com o Rock in Rio. Este convite representa o fruto de um trabalho sério e comprometido com o fomento cultural desenvolvido ao longo de 20 anos. Hoje, a Orquestra Amazonas Filarmônica é motivo de orgulho para o nosso Estado”, ressalta.

Produção

O maestro Marcelo de Jesus, diretor dos Corpos Artísticos do Amazonas e regente adjunto da Amazonas Filarmônica, afirma que é uma honra participar de um evento como o Amazônia Live. “Quando a organização teve acesso a alguns materiais de divulgação da orquestra, a reação foi ‘nossa, uma orquestra desse nível’! Para nós é uma honra participar de um evento como esse, que recebe pessoas importantes, não só do meio erudito, mas também do rock como a banda Sepultura e do popular como a Ivete Sangalo”, conta.

O maestro revela que não se imaginava num evento como este, que, a princípio, seria realizado pela Orquestra Sinfônica Brasileira. “Nós fomos indicados pelo diretor artístico da OSB, Pablo Castellar, que nos referenciou como uma das melhores orquestras do Brasil. Parecia um sonho, mas era real! Todos os músicos estão felizes, porque é um reconhecimento de todos. O ensaio de hoje, por exemplo, foi um ensaio excelente, e nós ouvimos do maestro Carlos Souto, compositor da trilha sonora do Rock In Rio e do Airton Senna, que a Filarmônica é uma orquestra de primeiro mundo”, afirma.

O evento abre com a Orquestra Amazonas Filarmônica e Ivete Sangalo. Na sequência o tenor Saulo Lucas, exemplo de como a música pode transformar a vida das pessoas, interpretará a canção “Canto Della Terra”. A ocasião também dará início à contagem regressiva de um ano para a sétima edição do Rock In Rio no Brasil, em 2017.

O espetáculo poderá ser acompanhado pelo mundo inteiro, com live streaming pela internet, em todo o Brasil pela transmissão do Multishow. 200 pessoas entre formadores de opinião e jornalistas terão a oportunidade de assistir o show no local, em uma plataforma flutuante montada para o evento.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.