Amapá Amazônia

AP: Procon garante que preço da gasolina em Macapá é o menor do país

procon-AP
Redação
Escrito por Redação

O diretor presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) Vicente Cruz, afirmou na manhã desta quarta-feira, 09, no programa Luiz Melo Entrevista (DiárioFM 90.9) que o preço da gasolina em Macapá possui a menor média do país. Segundo ele, há variações entre o valor do litro cobrado entre os postos de combustíveis, mas isso não se constitui em prática ilegal.“No Procon fazemos monitoramento permanente dos preços de combustíveis em Macapá, e constatamos que há muita variação de preços entre os postos, alguns, e alguns com diferenças absurdas, mas nenhum deles fora da margem tolerável, que é entre R$ 3,16 e R$ 3,39; em Santana, os preços variam entre R$ 3,27. Alguns postos praticam preços mais altos com base na composição da planilha de custos e estratégias de vendas, porém, tudo de acordo com a prática nacional do comércio. Mesmo assim, entretanto, estamos iniciando uma campanha de conscientização na tentativa de baixar mais esses preços”, explicou Vicente Cruz.

 
De acordo com Vicente Cruz, os consumidores reclamam muito da diferença do preço cobrado pelos postos de combustíveis nas vendas com pagamento em dinheiro e em cartão, mas essa variação também é considerada legal: “Essa prática também não se constitui em ilegalidade, porque a venda com pagamento de cartão gera encargos para os proprietários, que são obrigados a embutir esses encargos no valor do produto para que a margem de lucros não seja reduzida”.

Preços no estado

Pesquisa feita em todo o país pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), divulgada nesta quarta-feira, confirma a informação de Vicente Cruz. Em Macapá e Santana o levantamento foi feito em 12 postos de combustíveis. Em Macapá, preço mínimo da gasolina em Macapá é de R$ 3,160 e o máximo, de R$ 3,390, com média de R$ 3,267; em Santana, o litro custa entre R$ 3,270 e R$ 3,440, com média de R$ 3,356.

Fonte: Diário do Amapá

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.