Amapá Amazônia

AP: Rio Araguari registra mais uma grande mortandade de peixes

Redação
Escrito por Redação

Aconteceu na manhã desta terça-feira, 19, mais uma mortandade de peixes no Rio Araguari. A denúncia foi feita por telefone ao programa LuizMeloEntrevista (DiárioFM 90.9) por um morador da Região, que se identificou como Edilson. Ele explicou que, ao contrário do que vem acontecendo periodicamente, dessa vez a morte dos peixes aconteceu na parte de cima do rio, no município de Porto grande.

“É muito grande a quantidade de peixes mortos; são espécies como trairão e tucunaré de grande porte. É o pior é que, segundo o caseiro da minha propriedade, que me comunicou o ocorrido, a Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão liberou a coleta dos peixes para ser consumida pela população ribeirinha, como forme de esconder o que está acontecendo. É uma situação lastimável”, protestou o ouvindo.

O vereador Lucas Barreto, que é piscicultor e conhecendo a Região, estranhou a ocorrência da mortandade de peixes no local citado pelo ouvinte: “Se realmente o local é o informado, a situação é ainda mais grave do que se imagina, porque a lógica seria a parte de baixo do rio. Essa possibilidade, entretanto, não está descartada, porque as hidrelétricas inundaram novas áreas, e quando isso ocorre, há liberação de enxofre, que pode causar a morte dos peixes”.

Para Lucas Barreto, é preciso haver mais preocupação por parte dos órgãos ambientais para conter a morte de peixes: “Houve uma mudança radical de toda a estrutura do eixo do rio, está se formando um lago imenso acima da barragem, lago de 20, 30 quilômetros quadrados. Porém, se os peixes estão morrendo nessas circunstâncias é novidade, e um problema muito grave, com efeitos em longo prazo. É preciso que os órgãos ambientais adotem providências urgentes para que a situação não fique sem controle”, ponderou.

(Diário do Amapá)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.