Amazonas Esportes

Apesar da chuva Hamilton vence GP da Inglaterra e encosta em Rosberg

Mesmo com chuva Hamilton vence em casa/Foto: Getty Images
Mesmo com chuva Hamilton vence em casa/Foto: Getty Images
Redação
Escrito por Redação
Mesmo com chuva Hamilton vence em casa/Foto: Getty Images

                     Mesmo com chuva Hamilton vence em casa/Foto: Getty Images

Nem mesmo a chuva que caiu minutos antes da largada do GP da Inglaterra foi o suficiente para atrapalhar Lewis Hamilton no GP da Inglaterra. Depois de dominar todas as sessões de treinos livres e fazer a pole, o inglês venceu pela quarta vez em casa e diminuiu bastante a desvantagem em relação ao companheiro e líder do campeonato, Nico Rosberg.
O alemão foi o segundo colocado após uma ótima briga com Max Verstappen ao longo da corrida, mas viu sua vantagem na ponta cair de 11 para apenas quatro pontos com 11 etapas pela frente. Já o holandês conquistou seu terceiro pódio na carreira, com o terceiro posto.

O resultado, contudo, pode mudar: com problemas no câmbio e sem poder usar a sétima marcha, Rosberg passou a receber instruções via rádio, o que seria ilegal caso a Mercedes não consiga provar que o carro quebraria caso o alemão não fizesse as alterações sobre as quais estava sendo orientado. Por conta disso, a corrida terminou com o alemão sob investigação e podendo ser punido.

Entre os brasileiros, Felipe Massa teve de fazer uma parada a mais que os demais e foi apenas o 11º, depois de andar pela maior parte da prova entre os 10 primeiros, e Felipe Nasr teve boas brigas, especialmente com Valtteri Bottas, e foi o 15º, à frente dos rivais da Sauber.

Uma forte pancada de chuva pegou equipes e pilotos de surpresa poucos minutos antes da largada e fez com que a corrida começasse atrás do Safety Car, mesmo que o sol tivesse voltado a aparecer pouco antes do início da prova.

A corrida começou de verdade na volta 6, e vários pilotos aproveitaram para colocar os pneus intermediários, liderados por Kimi Raikkonen, enquanto os ponteiros se mantinham na pista com os pneus de chuva, com Hamilton em primeiro, Rosberg sendo muito pressionado por Verstappen em segundo e Ricciardo em quarto. O australiano apostou em parar na volta seguinte, seguido por mais uma série de pilotos.

As Mercedes, Verstappen, Perez e as Sauber foram os últimos carros a colocarem os intermediários, aproveitando o Safety Car Virtual causado pelo abandono de Pascal Werhlein, para fazer a parada e voltar na frente no caso dos três primeiros. A tática também ajudou a dupla da Sauber a ganhar terreno: Felipe Nasr foi parar em 15º, enquanto Felipe Massa também ganhou posições, indo de 12º no grid para 11º.

Com 10 voltas completadas, Hamilton liderava com 5s de vantagem para Rosberg. Verstappen, Perez, Ricciardo, Raikkonen, Sainz, Massa, Hulkenberg e Alonso completavam o top 10.

Na volta 16, Vettel, que estava fora da zona de pontuação, foi o primeiro a apostar e colocar os pneus médios. O ferrarista foi seguido por seu companheiro e outros pilotos na volta seguinte, incluindo Massa, que não vinha bem com os intermediários.

Ainda com os intermediários, Verstappen passou a voar e fez bela ultrapassagem em Rosberg por fora. Foi então que os ponteiros também colocaram pneus de pista seca. Após 20 voltas, Hamilton seguia na frente, seguido por Verstappen, Rosberg, Ricciardo, Perez, Raikkonen, Sainz, Hulkenberg, Massa e Alonso. Os ex-companheiros de Ferrari protagonizaram uma intensa batalha com a pista ainda com trechos molhados. O espanhol acabou escapando e conseguiu voltas, mas perdeu várias posições.

Nas voltas seguintes, vários pilotos seriam surpreendidos na mesma curva em que Alonso escapou, inclusive o líder Hamilton, que ainda assim conseguia se manter à frente. Isso porque Verstappen e Rosberg perdiam tempo lutando pelo segundo posto. Na volta 38, o alemão devolveu a manobra do holandês e retomou o segundo posto, enquanto Massa foi o primeiro a fazer a terceira parada, saindo da zona de pontuação.

Vettel ainda foi punido por uma manobra de ultrapassagem em cima do brasileiro pouco antes de sua parada, mas ainda assim conseguiu permanecer no top 10, formado por Hamilton, Rosberg, Verstappen, Ricciardo, Raikkonen, Perez, Hulkenberg, Sainz, Vettel e Kvyat.

Com a vitória em Silvestone, Hamilton tem a chance de chegar pela primeira vez no ano à liderança do campeonato na próxima etapa, o GP da Hungria, que será disputado em duas semanas.

Confira a classificação:

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 1h 34m 55.831s
2. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes 6.9s
3. Max Verstappen NED Red Bull-TAG Heuer 8.2s
4. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer 26.2s
5. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari 69.7s
6. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes 76.9s
7. Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes 77.7s
8. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari 85.8s
9. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari 91.6s
10. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari 92.6s
11. Felipe Massa BRZ Williams-Mercedes +1 volta
12. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1 volta
13. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +1 volta
14. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
15. Felipe Nasr BRZ Sauber-Ferrari +1 volta
17. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +1 volta(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.