Amazonas Cidades Destaques

Apreendidas Cerveja e Drogas que seriam usados em ´farras´de Natal nos presídios

Material para farra apreendido/Foto: Divulgação SSP-Am
Material para farra apreendido/Foto: Divulgação SSP-Am
Redação
Escrito por Redação

Durante a entrada de visitantes no Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM), no km8 da BR-174, ontem, quinta-feira (24), dois visitantes tentaram entrar com materiais proibidos, como celulares, cerveja e droga, objetos que seria usado em “farras”, durante festejos do Natal nos presídios.
No Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) do regime fechado, três visitas tentaram entrar com bebidas alcoólicas em garrafas pets, ou misturadas em caixas de suco e leite.  A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) reforçou as revistas feitas em visitantes pare evitar a entrada de materiais ilícitos.

O secretário de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, explica que os procedimentos para as festas de fim de ano foram reforçados neste período, porque as unidades recebem um número maior de visitantes. “Realizamos nos últimos dias algumas revistas preventivas e pontuais, para garantir que os internos e os visitantes tivessem dias tranquilos e sem ocorrências. É claro que definimos que a entrada de visitantes passaria por revistas mais rigorosas, exatamente para impedir a entrada de materiais não permitidos”, explicou Pedro Florêncio.

No CDPM a visitante Sabrina Cardoso Campos, companheira do interno Charles Custódio Barbosa foi abordada na recepção da unidade por um supervisor da empresa Umanizzare, que constatou que Sabrina estava em posse de duas balanças de precisão, dois celulares, um carregador de celular, oito caixas de cerveja (quatro de Itapaiva e quatro de Kaiser), 10 colheres, três facas grandes e duas facas pequenas. Sabrina foi levada para a sala de inspetoria do CPDM para os procedimentos de registro de ocorrência da unidade e foi conduzida posteriormente pelos policiais militares da guarda do CDMP ao 20º Distrito Integrado de Polícia (20º DIP) para os registros de flagrante.

O visitante Fábio Silva dos Santos também foi flagrado tentando entrar com materiais proibidos no CDPM. Por volta das 11h50, durante o procedimento de revista masculina, o agente percebeu que o visitante estava nervoso e ao sentar em um dos equipamentos de revista, o aparelho foi acionado. Após ser solicitado a entregar o material escondido, o visitante entregou 65 gramas de cocaína e 41 gramas de maconha. Fábio iria visitar o interno Jair de Souza Saldanha, e foi conduzido aos mesmos procedimentos que Sabrina.

No Compaj, duas caixas de leite foram apreendidas com Jucileide Pinheiro Gomes, companheira de Anacleto Pereira Ferreira Junior. Dentro da caixa bebidas alcoólicas estavam misturadas com o leite.
Outras duas ocorrências envolvendo bebidas alcoólicas foram registradas no Compaj, nesta quarta-feira (24). Os agentes encontraram caixas de suco misturadas com bebidas, com o visitante Marcio Roberto Mello dos Santos, que iria visitar Erlando Pereira Carvalho. Natasha da Silva Ribeiro foi abordada com 20 garrafas pets de 2 litros com bebidas, que seriam entregues ao interno Bruno Henrique, vulgo ‘Parazinho’. Todas as ocorrências do Compaj foram registradas nas unidades e encaminhadas para providências em DIP’s.

Vidal Pessoa e UPP

As unidades da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, e a Unidade Prisional do Puraquequara, também registraram ocorrências de visitas com materiais proibidos.

Na Cadeia Pública, a visitante Fernanda de Souza, que ia visitar o interno Adriano Maia Magalhães, foi revistada na unidade portando uma toca ninja que seria repassada ao interno. Já na UPP, a visitante Elisangela Lima da Silva, tentou entrar com um celular, da marca Samsung, para repassar ao interno Rogério Ferreira Gonçalves.

Pedro Florêncio destaca que as visitas para o período de Natal vão se estender até o dia 27 de dezembro (domingo), e que as revistas vão continuar rigorosas quanto a entrada de materiais. “Estamos atacando agora a origem do problema, para que estes materiais nem cheguem aos internos do sistema. As revistas vão continuar e vamos apreender qualquer objeto, alimento ou material que não esteja de acordo com os padrões permitidos”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.