Amazonas Cidades Destaques

Apreensão recorde de drogas atinge 10,5 toneladas, em 2015, no AM

Parte das drogas apreendidas, em 2015/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Segundo registro da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em 2015, foram apreendidas 10,5 toneladas de drogas (maconha e cocaína), quantidade superior a somatória de apreensões dos últimos dez anos no Estado. A quantidade é resultado de ações da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) e das Polícias Civil e Militar realizadas no ano passado.
De acordo com dados da SSP-AM, as apreensões foram registradas em pelo menos 54 locais de ocorrências em Manaus e municípios do interior, dentre eles Carauari, Itacoatiara, Careiro Castanho, Itapiranga e Iranduba. Do total de 10,5 toneladas, cerca de sete foram em ações coordenadas pela Seai, com apoios das polícias.

As ações da Secretaria de Inteligência da SSP-AM resultaram em 40 inquéritos policiais e 150 autos de prisão, em flagrante. Também, foram apreendidas 37 armas de fogo, 466 munições, cerca de R$ 500 mil e 50 carros que estavam em poder dos traficantes.

Para o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, o recorde em apreensões faz parte das ações de combate ao crime organizado. “Com a apreensão de mais de 10 toneladas conseguimos descapitalizar grandes organizações criminosas, que utilizam o narcotráfico para fomentar outros negócios ilegais. Se fossemos mensurar um valor, podemos dizer que retiramos mais de R$ 200 milhões em drogas de circulação”, explica.

Além das toneladas de droga, foram registradas 3,3 mil prisões de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. O número é cerca de 22% menor que em 2014, o que foi considerado positivo para o sistema, que prendeu grandes lideranças. “Com essa apreensão recorde, prendemos grandes lideranças, ou seja, melhoramos de forma qualitativa as nossas prisões”, destacou.

Avaliando as apreensões, Sérgio Fontes destacou que o combate ao tráfico gerou consequências e mudanças no comportamento dos criminosos. “Como tiramos essa grande quantidade de drogas das ruas, o produto ficou mais escasso, por isso, tivemos aumento de alguns crimes como roubos e até os homicídios, pela disputa dos territórios”, afirmou.

O secretário ressaltou, ainda, a atuação das Polícias Civil e Militar do Amazonas, que também realizaram grandes quantidades de droga, e a integração com demais órgãos como a Polícia Federal e Forças Armadas. “Em um momento de crise, a somatória de todos os esforços tem sido um grande diferencial. Nesse ano, por exemplo, a Polícia Militar deu apoio à Polícia Federal, em uma apreensão de 800 quilos de droga”, destacou.

Sérgio Fontes destacou a erradicação de 4 mil pés de maconha, o equivalente a duas toneladas, em outubro no município de Careiro Castanho, durante ação da Seai, com apoio da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), ambos da Polícia Civil do Amazonas. “Essa foi a primeira apreensão do tipo na história do Estado do Amazonas. Mas, com certeza, a tentativa dos traficantes em plantar a maconha no Amazonas foi desarticulada. O nosso Estado não é produtor de drogas, por isso, ficamos muito felizes com essa atuação rápida e eficiente da nossa Inteligência”, disse.

A maior quantidade de droga apreendida neste ano, de acordo com a SSP-AM, foi em setembro, quando durante operação, a Secretaria de Inteligência apreendeu quase uma tonelada nos bairros Grande Vitória e Puraquequara, zona Leste. A ação foi um desdobramento da prisão do narcotraficante colombiano Braulio Carlos Sanchez Rendon, realizada na mesma semana, quando também foram apreendidos 70 quilos de maconha (skank) no Aleixo.

Plantações que foram destruídas/Foto: Sharon Marques

                                Plantações que foram destruídas/Foto: Sharon Marques

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.