Brasil Destaques Saúde

Aprovado no Brasil o uso da primeira vacina contra dengue

O Aedes Egypti, no Brasil/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

A Anvisa autorizou o uso da primeira vacina contra a dengue, “Dengvaxia”, que já tinha recebido permissão no México e nas Filipinas este mês, de acordo com informações da companhia farmacêutica francesa Sanofi Pasteur em comunicado feito hoje, segunda-feira.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou a autorização da primeira vacina regulada para a prevenção da doença, causada pelos quatro tipos de vírus do dengue em indivíduos com idades de entre nove a 45 anos que vivem em regiões endêmicas. Este ano foram confirmados 1,4 milhão de casos no país.

Quase 70% foram em pessoas com mais de nove anos de idade, “um segmento da população altamente móvel e socialmente ativo, que contribui para a difusão da doença dentro das comunidades”, destacou o fabricante da vacina.

O “Dengvaxia”, produzido pelos laboratórios Sanofi Pasteur, com sede em Lyon, na França, reduziu em 66% a contaminação pelos quatro tipos de dengue nos 40 mil participantes dos estudos. Além disso, preveniu oito de cada dez hospitalizações relacionadas com o vírus e quase 93% dos casos severos da doença, a dengue hemorrágica.

Esta vacina é o resultado de mais de duas décadas de parceria científica e de 25 estudos clínicos realizados em 15 países do mundo.

O Brasil participou da terceira fase das pesquisas globais, que teve 30 mil voluntários em 10 países diferentes. O teste foi encerrado com sucesso em 2014.

Em termos econômicos, a dengue custa ao Brasil US$ 1,2 bilhão por ano, US$ 448 por indivíduo hospitalizado e US$ 173 por pessoa atendida em um ambulatório, em média.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a dengue infecta 400 milhões de pessoas por ano, e nos últimos 50 anos se expandiu por 128 países onde vivem quatro bilhões de pessoas.(Terra/EFE)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.