Amazonas Formal & Informal

Artesãos se preparam para voltar a força à “feirinha” da Eduardo Ribeiro

Barracas da feirinha do artesanato da Avenida Eduardo Ribeiro podem voltar nesse domingo.
Redação
Escrito por Redação

Os artesãos da feirinha do artesanato da Avenida Eduardo Ribeiro (Centro), prometem montar as suas barracas nesse domingo (18), por conta própria e risco. Eles estão dispostos a enfrentara a repressão da Guarda Municipal e a ordem do prefeito Arthur Neto (PSDB) de mandar retirar os permissionários à força, como já vem acontecendo em vários pontos da cidade.

Os feirantes estão dizendo que eles decidiram não aceitar a resposta negativa do prefeito candidato Arthur, que retirou os feirantes do seu local de trabalho, desde que iniciaram as obras de pavimentação, em dezembro do ano passado.

O presidente da Associação dos Feirantes da Eduardo Ribeiro, Wigson Azevedo da Silva, convocou a categoria para uma assembleia geral nessa quinta feira (15), a partir das 16 horas, na Casa do Trabalhador, Centro de Manaus. Eles vão aprovar ou não a decisão de voltar mesmo com a proibição do prefeito.

Indignados, os quase 360 permissionários das barracas da feirinha do artesanato da Eduardo Ribeiro alegam que estão amargando prejuízos incalculáveis e que as obras de pavimentação com os paralelepípedos, mal feita ou não, terminaram em agosto deste ano. Portanto, não justifica a proibição do prefeito, para que eles retornem aos seus locais de trabalho.

Barracas da feirinha do artesanato da Avenida Eduardo Ribeiro podem voltar nesse domingo.

A feirinha do artesanato pode voltar nesse domingo.

Na semana passada o vereador Mário Frota (PHS) intercedeu em favor da categoria e, até chegou a anunciar a volta da feirinha para o seu local de origem. Dois dias depois, voltou com a notícia de que o prefeito candidato Arthur Neto tinha negado, sem dar muitas explicações.

O vereador Mário Frota deu a entender que o prefeito culpou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que, segundo ele, estaria dificultado o retorno dos feirantes, para não deteriorar mais do que já está, os serviços de pavimentação da Avenida inteira.

De todo forma, os feirantes, artesãos e permissionários estão dispostos a voltar aos seu postos de trabalho, nesse domingo (18), por conta própria. É provável que o tucano Arthur mande a sua Guarda Municipal retirar os pais de família à força, como já aconteceu em outras ocasiões, no mesmo local, justamente com uma categoria similar, os camelôs.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.