Curiosidades

As 8 drogas mais perigosas do mundo

Etorfina
Redação
Escrito por Redação

O que leva o ser humano a usar substâncias como essas?

1. Krokodil

É uma droga que produz efeitos semelhantes aos da heroína, com a diferença de que o preço é muito mais baixo e que os seus efeitos secundários são muito mais perigosos, uma vez que literalmente devora a carne daqueles que a consomem. Ela é chamada Krokodil (crocodilo) por sua tendência em transformar a pele de quem consome nesse padrão assustador. O uso intensivo deixa a carne morta, às vezes até os ossos podres.

2. Escopolamina

Escopolamina

Há histórias que circulam de que um produto químico conhecido como “respiração do diabo” está fazendo o seu caminho ao redor do mundo, sendo soprado em rostos e misturados em bebidas para tornar a vítima incapacitada. O resultado? Um estado “zumbi” que deixa a vítima sem capacidade de controlar suas ações, deixando-as em risco de terem suas contas bancárias esvaziadas, casas roubadas e órgãos violados.

3. Dimethylheptylpyran, ou maconha sintética (DMHP)

maconha-sintética

O DMHP é um análogo sintético do THC. Ele é tão forte que uma dose de 1 mg pode fazer a pessoa dormir durante 3 dias. A partir de 1950 e 1970, os militares dos EUA tinham um projeto que envolvia dar a soldados várias drogas e produtos químicos para ver o que acontecia. Um deles era uma versão muito potente da maconha chamada “dimethylheptylpyran”, ou DMHP.

4. Rimonabanto

Rimonabanto

A droga era para perder peso, no entanto, em 23 de Outubro de 2008, a Agência Europeia de Medicamentos (EMEA) sugeriu a suspensão da comercialização do Acomplia (rimonabanto), após o Comitê dos Medicamentos para Uso Humano (CHMP) concluir que os riscos do consumo superavam seus potenciais benefícios, principalmente depois de detectar um aumento significativo de casos de distúrbios psiquiátricos graves, depressão, e aumento de casos de pensamentos suicidas. Aposentou-se do mercado por ser a causa de várias depressões e suicídios dos que o consumiam, mas continua liberado em alguns países como os Estados Unidos.

5. DIPT (Diisopropiltriptamina)

DIPT

É uma droga alucinógena que não afeta o sentido visual, mas auditivo. Pode durar de 3 a 6 horas, mas uma dose excessiva pode causar graves dores de ouvido e falta de coordenação extrema.
A droga é administrada por via oral, seja na forma de pó, comprimidos ou cápsulas com doses que variam de 6 a 20 mg.

6. Libélula

Libélula

É uma versão ornamentada do LSD que dura até 3 dias. A Bromo-Dragonfly é um medicamento que é assim chamado porque a sua estrutura molecular se parece com uma libélula. Causa convulsões, espasmos e constrição dos vasos sanguíneos e, em casos mais graves, a amputação de membros é necessária. As alucinações foram descritas como “uma viagem ao inferno”.

7. DNP

DNP

Esta droga queima gordura em seres humanos, bem como aumenta a temperatura do corpo do utilizador. A droga foi proibida em 1938, mas funciona tão bem que ainda está sendo vendida ilegalmente.
Embora isso possa soar como a melhor invenção do mundo, há um lado negativo. Foi inicialmente apresentada como uma droga queimadora de gordura, mas, em seguida, foi proibida por aumentar demais o suor e a frequência cardíaca até níveis fatais em algumas pessoas.

8. Etorfina

Etorfina

A etorfina é 5.000 vezes mais potente do que a heroína. É uma droga que funciona da mesma maneira que a heroína e morfina, mas nunca vendida nas ruas porque é forte demais, matando instantaneamente os seres humanos. Só o contato com a pele pode ser o suficiente para causar uma overdose, por isso, cada vez que a droga é usada, um assistente com um antídoto tem que estar pronto.

(Mistérios do Mundo)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.