Cidades

Assaltante morre em tiroteio e dois são presos após manterem crianças reféns em ramal da AM-010

Redação
Escrito por Redação

Na troca de tiros com policiais militares, um homem morreu e dois foram presos na noite de domingo (10), no ramal do Leão, na rodovia AM-010, Zona Rural de Manaus. Andrei Moriz Guimarães, 24, Wellington Costa Rodrigues, 32, e o comparsa não identificado, que morreu, haviam cometido roubo a um estabelecimento comercial por volta das 9h30, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte. Na fuga, os criminosos tomaram de assalto um veículo modelo Ecosport.

De acordo com as informações de policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), denúncias anônimas davam conta que o veículo usado pelos criminosos havia sido visto na rodovia AM-010. A princípio, duas equipes foram enviadas ao local para atender a ocorrência.

Ao abordarem o veículo, os policiais militares foram recebidos a tiros, que reagiram baleando um dos suspeitos que chegou a se jogar do veículo em um barranco, empreendendo fuga pela mata, em seguida, preso.

A ocorrência teve ainda o apoio das equipes da 18ª Cicom, Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e Comado de Operações Especiais (COE).

Durante a perseguição ao restante dos criminosos, a dupla invadiu um sítio no ramal do Leão, e mantiveram crianças reféns sob a mira de um revólver.

Ao chegar no local para as negociações, as equipes policiais foram recebidas a tiros. No tiroteio, um dos suspeitos, cor parda, entre 25 a 30 anos, 1,70 de altura, cabelo crespo médio e preto foi baleado. As crianças não ficaram feridas.

Ferido, os policiais militares levaram o homem ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Eliameme Rodrigues Mady, bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte, mas morreu minutos depois de dar entrada na unidade de saúde. Com ele, um revólver calibre 38 com quatro munições, sendo duas deflagradas foi apreendido.

Andrei e Wellington foram presos e encaminhados ao 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para os procedimentos legais de polícia e levados posteriormente à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital amazonense.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.