Brasil

Áudios indicam que partidos pagaram MBL e atos pró-impeachment

movimento-da-juventude
Redação
Escrito por Redação

O Movimento Brasil Livre (MBL) recebeu dinheiro de partidos para imprimir planfletos e alugar carros de som, diz reportagem do UOL divulgada nesta sexta-feira (27).

A entidade civil contra corrupção, que se declara “suprapártidária” e que apoiou o impechment da presidente Dilma Rousseff, teria recebido financiamento de legendas como PMDB e Solidariedade, segundo áudios obtidos pelo site.

O movimento também teria negociado com a Juventude do PSDB o pagamento de lanches e aluguel de ônibus para levar manifestantes a atos pró-impeachment. As gravações também indicam que o apoio da “máquina partidária” do DEM.

PMDB

O partido teria pagado pela impressão de 20 mil planfletos durante a campanha “Esse impeachment é meu”. O presidente da Juventude do PMDB, Bruno Júlio, confirmou o pedido feito ao presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Moreira Franco.

“O MBL auxiliou na logística, distribuindo os panfletos e colando cartazes, mas a Fundação Ulysses Guimarães pagou porque se tratava de uma campanha nossa, da Juventude do PMDB, que nós encampamos”, disse Bruno. A assessoria de Moreira Franco negou o custeio.

PSDB

Em gravação obtida pela reportagem, o secretário de Mobilização da Juventude o do PSDB no Rio, Ygor Oliveira, detalha uma “parceria com o MBL” para financiar um manifestação que ocorreu no último dia 11 em Brasília – data da votação sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado.

Oliveira afirmou que a conversa aconteceu, mas disse que a parceria “acabou não dando certo”. O MBL falou sobre uma “aproximação ao PSDB”, porém se omitiu sobre o pagamento de comida e transporte aos manifestantes.

DEM e Solidariedade

Durante gravação de fevereiro deste ano, Renan Antônio Ferreira dos Santos, um dos três coordenadores nacionais do MBL, diz em mensagem a um colega do movimento que tinha fechado parceria com partidos políticos para divulgar manifestações de 13 de março usando as “máquinas deles também”. A assessoria do Solidariedade confirmou apoio ao MBL. Já o DEM negou ajuda financeira ou qualquer tipo de suporte à entidade. “O Democratas se uniu aos movimentos de rua em favor do impeachment. Não houve nenhum tipo de apoio financeiro, apenas uma união de forças com os movimentos de rua, dentre eles o MBL”, afirmou o partido.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.