Amazonas Política

Aumento de invasões, em Manaus, será debatido em Audiência Pública na CMM

CMM e TJAM promovem Audiência sobre invasões/Foto: Arquivo
CMM e TJAM promovem Audiência sobre invasões/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Em parceria com a Vara Especializada de Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa) do Tribunal de Justiça do Amazonas, a Comissão de Meio Ambiente e Vigilância Permanente da Amazônia (Comvipama) da Câmara Municipal de Manaus (CMM) realiza, amanhã (quinta-feira), às 09h00, na Sala de Comissões da Câmara, uma audiência pública órgãos municipais ambientais para combater o avanço das invasões de moradias irregulares em áreas verdes da capital.
De acordo com Everaldo Farias (PV), presidente da comissão de Meio Ambiente da CMM e autor da proposta, a audiência terá a presença do juiz titular da Vemaqa, Adalberto Carim, o qual vai apresentar estatísticas do aumento de invasões na cidade de Manaus, ações ambientais e processos criminais relacionados às invasões de terra.

“A Vara Ambiental tem se destacado pelo trabalho de promoção e conscientização ambiental nos últimos anos. Em conversa com o Doutor Carim, ele apoiou a audiência e se mostrou disposto a contribuir para esse debate, apresentando dados relevantes para que os órgãos ambientais possam fortalecer suas ações de combate ao avanço das moradias irregulares”, explicou o parlamentar.

Em números

Everaldo destacou que o número de invasões de terras vem aumentando nos últimos anos em Manaus e, juntamente com elas, cresce o crime organizado. Apenas em 2014, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) registrou mais de 150 invasões na capital, muitas delas próximas ao rio, que acaba se tornando uma rota estratégica para o tráfico de drogas no Estado.

“E o poder público é o único que tem poder para conter esse dano ao meio ambiente e à sociedade, no entanto, precisamos alinhar uma maneira mais eficaz para que isso, de fato, ocorra”, destacou o presidente da Comvipama.

A audiência com a presença de representantes do Ministério Público Federal (MPF) e Estadual (MPE), da Semmas, do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Batalhão Ambiental.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.