Mundo

Avião da EgyptAir desaparece dos radares com 66 pessoas a bordo

Modelo do avião da EgpyAir que pode ter caído no mediterrâneo/Foto: reprodução
Modelo do avião da EgpyAir que pode ter caído no mediterrâneo/Foto: reprodução
Redação
Escrito por Redação

Um avião da empresa aérea EgyptAir desapareceu dos radares na madrugada de hoje, quinta-feira (19), pouco após entrar no espaço aéreo egípcio. Segundo a empresa, 66 pessoas estavam a bordo do voo MS804 – 56 passageiros e dez tripulantes -, que decolou de Paris às 23h09 (horário local; 18h09 em Brasília) com destino ao Cairo.
A maioria dos passageiros, entre os quais estão dois bebês e uma criança, é de nacionalidade egípcia (30) e francesa (15).

“Infelizmente a informação que temos… confirma que o avião caiu e está perdido”, informou o presidente francês, François Hollande, sem dar mais informações.

“Nenhuma hipótese pode ser descartada, nem qualquer uma pode ser colocada acima de outra”, acrescentou.

Autoridades do Egito, porém, disseram que consideram o avião desaparecido e não se pronunciaram sobre uma possível queda.

A empresa aérea comunicou que perdeu contato com o Airbus A320 às 2h45 no horário de Cairo (21h45 em Brasília), cerca de 3h30 após a decolagem, no aeroporto Charles de Gaulle.

A EgyptAir ainda anunciou que notificou as autoridades de busca e resgate sobre o desaparecimento, e que equipes especiais de Força Áérea egípcia foram mobilizadas para encontrar o avião.

Posteriormente, a EgyptAir informou que as equipes de busca captaram uma mensagem de socorro enviada pela aeronave às 4h26, (horário do Egito; 23h26 de Brasília), portanto quase 2 horas após seu desaparecimento. O Exército egípcio nega ter recebido a mensagem.

Ainda via rede social, a companhia disse que “nega informações enganosas publicadas por sites de notícias e perfis de redes sociais sobre os motivos do desaparecimento do voo”, pois os mesmos ainda não foram oficialmente confirmados.

Serviços online de rastreio de voos mostraram que a última localização conhecida do avião, fabricado em 2003, foi sobre o leste do mar Mediterrâneo, entre a Europa e a África e a poucos quilômetros da costa do Egito. Quando perdeu contato com as autoridades, o avião se encontrava a 37 mil pés de altitude (pouco mais de 11 mil metros).

Analisando os dados disponíveis, um especialista consultado pelo UOL calcula que o avião estava a cerca de 450 km do seu destino, faltando pouco mais de meia hora para o pouso, e a aproximadamente 260 km da cidade costeira de Alexandria. Faltaria pouco para a tripulação iniciar o procedimento de descida. As condições do tempo eram boas, segundo meteorologista da CNN.

Em um comunicado divulgado pela BBC, a promotoria de Paris abriu uma investigação sobre o desaparecimento do EgyptAir. A declaração do procurador espelhou a do presidente Hollande, dizendo que “nenhuma hipótese é favorecida ou excluída nesta fase”.(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.