Amazonas Cidades

Batalhão Ambiental apreende caminhões com madeira na Rodovia AM 070

Madeira em lenha apreendida na Am-070/Foto: BPAMB
Madeira em lenha apreendida na Am-070/Foto: BPAMB
Redação
Escrito por Redação

Cerca de 52m3 de madeira em lenha, foram apreendidos, no fim da tarde de ontem (08), durante Fiscalização do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), da Polícia Militar do Amazonas, na AM 070.
Após denúncia, a equipe do BPAmb, em duas viaturas, deslocou-se até o km 28, no ramal do Açutuba, a procura do ramal da kimura, onde estaria havendo corte com motosserra e carregamento de lenha.

Durante o trajeto pela AM 070 os policias do BPAmb avistaram outros veículos transportando lenha sem o Documento de Origem Florestal – DOF.

Outro caminhão com carregamento de madeira/Foto: BPAmb

Outro caminhão com carregamento de madeira/Foto: BPAmb

O primeiro abordado foi o caminhão de cor azul, placa JWJ-4823, no Km 03 da estrada, transportando 18m³ aproximadamente de lenha, pelo infrator Robert Souza Araújo (19 anos).

O segundo abordado foi o caminhão amarelo, placa JXA-1244, que estava escondido no ramal da Kimura, km 28 da estrada, próximo ao Açutuba, sob responsabilidade de José Roberto Pereira Souza (43 anos), com o caminhão carregado com 14m³ de lenha, aproximadamente, o mesmo ainda estava utilizando uma motosserra sem a devida licença.

O último abordado foi o caminhão de cor vermelha, placa JXA-4909, no Km 08, próximo à entrada de Iranduba, do infrator de nome Naldo Natel Alves dos Santos (42 anos), transportando 20m³ de lenha.

Todos os meliantes foram apresentados no 31º DIP, Iranduba, onde foram exibidos todo material apreendido e lavrados os respectivos TCO’s conforme a tipificação do art 46 (transporte de lenha) e art 51 (motosserra), ambos da Lei de Crimes Ambientais.

Segundo informações, toda a lenha era destinada para diversas olarias ao longo da AM 070, significando a conivência de alguns empresários desse ramo que recebem esses materiais sem a devida licença, demonstrando descaso com a questão ambiental no Estado.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.