Entretenimento

Boni detona “É de Casa”, dirigido pelo próprio filho: “É muito ruim”

Boni-detona-É-de-Casa
Redação
Escrito por Redação

O ex-todo poderoso da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, concedeu entrevista à Rádio FM O Dia e não poupou críticas nem ao programa dirigido pelo próprio filho, Boninho, o “É de Casa”.

Boninho classificou o “É de Casa” como “muito ruim” e disse que o “Big Brother Brasil” sofre de “editite” (edição demasiadamente rápida). E cutuca novelas recheadas de violência: “Ninguém suporta mais violência, mesmo. A televisão faz mal feito, mostra uma violência irreal – com facções, coisa do tipo. Não é que não possa ter violência, mas tem que ser dosado. É necessário? OK. Mas não pode fazer uma novela sobre violência, fica insuportável. Ainda mais duas novelas seguidas”.

Boni, no entanto, reconhece a qualidade de “Os Dez Mandamentos”, da Record: “Era uma história fantástica, com uma produção muito boa. A emissora reuniu qualidades que torna a audiência segura e conseguiram números incríveis. O produto era bom, embora eu achasse ridículo o cara de sainha falando carioquês”.

Além disso, destaca que o politicamente correto atrapalha a criatividade da televisão e enfatiza: “O que a Globo tem de melhor? Nada. Tem tecnologia melhor. A gestão atual é excelente, mas a passada era horrível, então eles têm que reorganizar o clima corporativo”.

Questionado sobre se foi uma boa Xuxa ter saído da Record, Boni não se esquivou: “A Globo deveria ter ficado com a Xuxa, mas por conta do que ela representou na história da TV Globo. Ela podia ter sido colocada em outros programas, pra fazer especiais. Era muito ruim pra Xuxa ir pra Record. Ela não tem a estrutura que a Globo tem, o que a gente chama de lastro”. Ele ainda disse que um programa, na pior das hipóteses, dá 7 pontos de audiência na Globo, enquanto na Record pode chegar a 0.

(Na Telinha)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.