Amazonas Destaques Formal & Informal

Braga quer entregar energia e biodiversidade/AM de mão beijada aos chineses

Eduardo Braga entregando geradores no Amazonas.
Redação
Escrito por Redação

No anúncio de entrega de 159 grupos geradores, em março de 2016, como solução para o abastecimento de energia elétrica no interior do Amazonas, feito com grande estardalhaço e gastos de R$ 160 Milhões do governo federal, pelo ex-ministro das Minas e Energia, senador Eduardo Braga (PMDB) pode ter como pano de fundo, um esquema com vistas ao desmonte da Amazonas Energia e a facilidade de entrada de empresas estatais chinesas, no setor de energia do Amazonas.

O projeto do senador estaria favorecendo contratos superdimensionados e incompatíveis com a demanda do interior, para enfraquecer a Concessionária de Energia do Amazonas e agradar as empresas do setor privado e público, mais especificamente, as estatais chinesas.

As denúncias feitas pelo vice-presidente do Sindicato dos Urbanitários, Hilton Albuquerque, sustentam a informação de que o senador Eduardo Braga esqueceu a questão social do abastecimento de energia elétrica no interior do Estado e, em troca, deve favorecer um hipotético projeto de exploração da biodiversidade feitos pelos chineses no Amazonas.

Entregando o controle da distribuição de energia à estatal chinesa, Eduardo estará contribuindo para que eles, os chineses, tragam à reboque “cientistas ambientais” travestidos de engenheiros, que cuidam da geração e distribuição de energia e mecânica de motores. “Uma maquiagem. Sabemos que o pano de fundo é outro. Os chineses tem interesse na exploração da flora e fauna amazônica. A energia elétrica seria apenas a porta de entrada”, sustenta Albuquerque.

Ou seja, Hilton diz que o senador, com a medida, termina por entregar toda a produção da energia no Amazonas para o setor privado, com o evidente e inevitável desmonte da produção feita pelo setor público. É certo que os investidores propostos por Eduardo Braga sejam do setor público, mas de estatais chinesas, que devem aportar por aqui com outros interesses, além da simples produção de energia para o Estado.

Boletim informativo

Um boletim informativo do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Urbana do Amazonas, distribuído recentemente na categoria, fala de maquiagem feita pelo senador na entrega dos grupos geradores.

Muitos geradores, segundo eles, foram reformados, mas entregues como se fossem novos. Alguns deles continuam funcionando, mas servindo de sucata e de peças de reposição para outros geradores de propriedade dos produtores independente, nos mesmos municípios onde estão os geradores da concessionária amazonense. É o caso de Tefé, Tabatinga, Maués e Nhamundá.

Geradores de Energia sucateados mas entregues como novos, diz Sindicato dos Urbanitários.

Geradores de Energia sucateados mas entregues como novos, diz Sindicato dos Urbanitários.

Na opinião do vice presidente do Sindicato dos Urbanitários, Hilton Albuquerque, tem algo de podre na história dos contratos feitos com os produtores independentes, Oliveira Energia, Agreko, Powertec, Breitner, que atuam no Amazonas. Em alguns casos, como em Parintins, as empresas recebem sem fornecer o volume de energia contratada.

O sindicato já acionou o Ministério Público, denunciando as empresas e as estatais chinesas, que estão querendo explorar energia no Amazonas, como se fossem empresas privadas, mas com outras finalidades.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.