Amazonas Esportes

Brasil joga melhor mas é surpreendido pela Sérvia na prorrogação

A festa da Sérvia pelo título mundial sub-20/Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

O Brasil dominou a maior parte do jogo, buscou o empate no tempo normal, mas acabou derrotado pela Sérvia na prorrogação por 2 a 1, na madrugada deste sábado, em Auckland, na Nova Zelândia.
Assim, o Brasil ficou com o vice-campeonato no Mundial sub-20 e perdeu a chance de igualar a Argentina como maior campeão da categoria. A seleção brasileira  ficou cinco títulos, enquanto os argentinos tem seis mundiais. Já a Sérvia chegou ao seu primeiro título como país independente, já que só havia sido campeã enquanto parte da Iugoslávia.

A seleção brasileira dominou a maior parte do jogo, teve mais posse de bola e finalizou quase o dobro que a seleção sérvia. Mas saiu atrás do placar com gol de Mandic, em vacilo de João Pedro. O empate veio com Andreas Pereira, que fez fila na zaga da seleção sérvia e marcou um golaço. O jogo foi para o tempo extra e o Brasil continuou melhor. No fim da prorrogação, porém, Maksimovic decidiu o título no contra-ataque.

Fases do jogo

A Sérvia começou um pouco melhor, mas foi o Brasil quem assustou primeiro. Aos 9 minutos, Jean Carlos pegou bonito de primeira na entrada da área, mas o goleiro sérvio fez boa defesa. O Brasil voltou a levar perigo em grande jogada de Gabriel Jesus dez minutos depois. O camisa 10  arrancou pela ponta direita, deu drible da vaca no zagueiro e bateu forte para mais uma boa defesa de Rajkovic. Na sequência do lance, cobrança de escanteio. E Lucão perdeu ótima chance de cabeça.

Na metade do primeiro tempo, o Brasil já dominava a partida, com mais posse de bola e chances criadas, enquanto Sérvia se fechava atrás, apostando na bola parada. A partida voltou a ficar equilibrada. E a Sérvia quase abriu o placar justamente em jogada aérea. Aos 46 minutos, após escanteio, Milinkovic testou firme para o chão e Jean fez grande defesa.

O Brasil voltou superior dos vestiários. Nos 4 primeiros minutos, duas boas finalizações. Primeiro com Danilo, após bate rebate na área da Sérvia, e depois com Marcos Guilherme, que chutou para defesa de Rajkovic. Os brasileiros continuaram melhores, mas os sérvios chegaram com perigo aos 14 minutos. E Jean salvou o Brasil após chute cruzado de Gajic.

A Sérvia equilibrou as ações e chegou aos gol aos 24 minutos. Maksimovic cruzou da direita, João Pedro não acompanhou e Mandic completou para as redes. Mas a reação do Brasil veio dois minutos depois. Andreas Pereira, que entrou no lugar de Boschilia, enfileirou três sérvios e bateu forte e cruzado para empatar. Golaço! Na metade final do jogo, a Sérvia acusou o cansaço e não arriscou mais contra-ataques, enquanto o Brasil buscava a virada, mas sem se descuidar no setor defensivo. Apito final; tempo extra.

Prorrogação

O Brasil dominou completamente os primeiros 15 minutos. Quase virou o placar duas vezes com jogadas de Malcom, que entrou muito bem na partida e fez o que quis pelo lado direito do campo. No início do segundo tempo da prorrogação, a Sérvia encaixou contragolpe e Maksimovic não marcou por um triz. No fim do tempo extra, porém, o castigo: Maksimovic recebeu de cara para Jean em rápido contra-ataque e dessa vez só tirou do goleiro brasileiro para decidir o título.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.