Amazonas Destaques Esportes

Brasil testa novo momento contra África do Sul, em estreia olímpica

Técnico Micale conversa com Neymar e seu auxiliar Odair/Foto: Mowa Press
Redação
Escrito por Redação
Técnico Micale conversa com Neymar e seu auxiliar Odair/Foto: Mowa Press

Técnico Micale conversa com Neymar e seu auxiliar Odair/Foto: Mowa Press

São 11 duelos do Brasil contra equipes africanas, em Jogos Olímpicos, exatamente como o que ocorre, hoje, quinta-feira (04), no Estádio Mané Garrincha. Você sabe quantas vezes os brasileiros tropeçaram? Quase a metade desses jogos. Alguns deles, inclusive, marcam eliminações do Brasil na competição.
Por isso, o Brasil x África do Sul, que abre o aguardado torneio masculino de futebol da Olimpíada, é um bom teste para Rogério Micale, Neymar e companhia. Esse cartel de 6 vitórias, 2 empates e 3 derrotas diante de africanos, dá o tom da dificuldade que os brasileiros podem enfrentar. Algo que esse próprio time que vai a campo em Brasília já conhece.

Em março, a Nigéria venceu o Brasil com Gabigol e Gabriel Jesus em Vitória. Mas, para a partida com cerca de 65 mil torcedores desta quinta-feira, Micale certamente terá na memória o amistoso seguinte. Justamente, contra a África do Sul: os rivais desta tarde perderam por 3 a 1 em Maceió e foram dominados do início ao fim. É o cenário que a seleção espera repetir para dar largada com o pé direito na Olimpíada.

Verdadeira obsessão para os brasileiros, em parte porque nunca venceram, o ouro olímpico ganhou tratamento como nunca antes na CBF. Como, inclusive, grande parte dos rivais desta Olimpíada realizaram. Em junho de 2014, antes mesmo da Copa do Mundo, a equipe sub-23 iniciava sua caminhada com o título do Torneio de Toulon. Alexandre Gallo ainda era o técnico e poucos jogadores chegaram aos Jogos, mas a semente começou a ser plantada.

Hoje, Micale defende não apenas o título, mas a vitória de uma ideia de jogo. A trajetória do treinador apenas por equipes de base somada ao discurso humilde e métodos modernos, inspirados em Pep Guardiola, fizeram a seleção olímpica se transformar em esperança. Apesar da baixa de Fernando Prass, o Brasil trabalhou com tranquilidade e uma atmosfera de otimismo poucas vezes vista na história recente da camisa amarela. Quando a bola rolar, tudo isso estará em jogo.

Os 11 jogos do Brasil contra africanos em Olimpíada

6 vitórias
1984 – Brasil 2 x 0 Marrocos
1988 – Brasil 4 x 0 Nigéria
1996 – Brasil 1 x 0 Nigéria
1996 – Brasil 4 x 2 Gana
2008 – Brasil 2 x 0 Camarões
2012 – Brasil 3 x 2 Egito

2 empates
1964 – Brasil 1 x 1 Egito
1968 – Brasil 3 x 3 Nigéria

3 derrotas
1996 – Brasil 3 x 4 Nigéria – Eliminação na semifinal
2000 – Brasil 1 x 3 África do Sul
2000 – Brasil 1 x 2 Camarões – Eliminação nas quartas de final

FICHA TÉCNICA

BRASIL x ÁFRICA DO SUL

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 04 de agosto de 2016 (quinta-feira)
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Mateu Lahoz (Espanha)
Assistentes: Pau Cebrien Davis e Roberto Díaz Perez (Espanha)

BRASIL: Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos; Thiago Maia; Felipe Anderson e Renato Augusto; Gabriel, Gabriel Jesus e Neymar.
Treinador: Rogério Micale

ÁFRICA DO SUL: Khune, Modiba, Coetzee, Mathoho e Moerane; Ntshangase, Motupa, Mekoa e Dolly; Mothiba e Sandows.
Treinador: Owen da Gama

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.