Amazonas Destaques Formal & Informal

Primeira Dama briga e discute na volta da autonomia da Fundação Dr. Thomas

Encontro de Idosos na FDT/Foto: Arquivo
Encontro de Idosos na FDT/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Depois de uma discussão violenta entre a primeira dama do município Goreth Garcia e a sua subsecretária da Secretaria Municipal da Mulher Assistência Social e Direitos Humanos (Semasc), Martha Moutinho da Costa Cruz, o prefeito decidiu enviar mensagem à Câmara Municipal de Manaus (CMM), solicitando a devolução da autonomia financeira e administrativa à Fundação de Apoio ao Idoso “Dr. Thomas”.
De acordo com o pedido do prefeito, o Projeto de Lei vem desfazer a Lei Nº 1.975, de 29 de abril de 2015, quando ela foi fundida à Semasc, sob a alegação de contenção de despesas justificada agora, como órgão de gestão administrativo complexo, que “conflita com a necessidade de celeridade na gestão”.

Ou seja, a Fundação Dr. Thomas volta a ser administrada como antes, inclusive, com a mesma secretária nomeada desde a administração do prefeito Amazonino Mendes. Na “briga” com a primeira dama, ganhou a irmã do vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, Ari Moutinho Filho.

Ou seja, na queda de braços, Martha saiu fortalecida e a Fundação ganhando em autonomia e importância.

A mensagem do prefeito de nº 023/2015 será colocada à apreciação dos vereadores amanhã (15), em plenário. Na mensagem também consta a devolução de todos os cargos, funções e departamentos, secretária, sub e diretoria. Ou seja, fica o dito pelo não dito.

A briga

De acordo com informações colhidas internamente, no órgão, a subsecretária Martha Moutinho estaria se sentindo prejudicada com as ingerências descabidas da primeira dama Goreth Garcia.

Martha acumulou nos últimos anos, conhecimento suficiente para trabalhar sem a mínima necessidade de se aconselhar com a primeira dama, disse a fonte.

Ainda de acordo com a fonte, Goreth tem se mostrado autoritária, centralizadora e intransigente quando se dirige aos quadros da Secretaria. Ameaçou, inclusive fazer uma “auditoria” nas contas de sua subsecretária. Motivo que gerou a discussão e a volta da autonomia da Fundação Dr. Thomas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

1 comentário

  • A arrogância e prepotência da esposa do Prefeito (que não tem culpa do caráter de sua mulher) é do conhecimento de todos de sua secretaria e do meio político. Parece que a mulher tem um monte de traumas, e que busca descontá-los nos pobres mortais. Lamentável atos, quando parte de uma pessoa que está sentada soberana em uma pasta que lida com o ser humano por um todo.

error: Ops! não foi dessa vez.