Amazonas Cultura

Campanha ´Conquista comunitária´ promove show beneficente no Teatro Amazonas

Lucilene, Zezinho e Márcia são atrações no show do TA/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Lucilene, Zezinho e Márcia são atrações no show do TA/Foto: Divulgação

               Lucilene, Zezinho e Márcia são atrações no show do TA/Foto: Divulgação

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) criou, em parceria com a Fundação Sangue Nativo, a campanha “Conquista Comunitária”, objetivando promover atividades beneficentes para obter mais recursos para a construção do Hospital do Sangue do Amazonas, e entre os eventos programados pela campanha, está a apresentação do musical “Mas Podem me Chamar de Chico”, nos dias 2 (sexta-feira) e 3 (sábado) de setembro, às 20h00, no Teatro Amazonas, com os ingressos serem doados à construção do hospital.
O espetáculo será apresentado pelos artistas amazonenses Zezinho Corrêa, Márcia Siqueira, Lucilene Lucilene Castro, Marcos Paulo, Cinara Nery, que cantarão sucessos de Chico Buarque, Chico César e Chico da Silva. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro Amazonas, de terça a sábado, das 9h às 17h. Para plateia e frisas, os valores são R$ 100 (inteira) e R$ 50 (estudantes/idosos). Para 1°, 2°, 3° pavimentos, os valores são R$ 80 (inteira) e R$ 40 (estudantes/idosos). Outras informações sobre os ingressos podem ser obtidas por meio dos telefones (92) 3232-1768 e 3655-0244.

O diretor-presidente da Fundação Hemoam, Nelson Fraiji, explicou que o Hospital do Sangue tem a infraestrutura projetada para a demanda das próximas duas décadas, avançando nas condições de tratamento para pessoas com câncer e doenças hemoterápicas.

Ele explicou que haverá aumento de capacidade em todos os níveis de atendimento, com ampliação de serviços, laboratórios, enfermarias e construção de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta e pediátrica para melhorar as condições para tratamento de câncer em crianças. “Serão mais 146 leitos, incluindo pediátricos e psiquiátricos, ambulatório com 38 consultórios hospital-dia, pronto-atendimento, centro cirúrgico para casos de pequeno e médio porte, salas para tratamento especializado, radioterapia e quimioterapia”, informou.

A obra foi iniciada em junho de 2014 com orçamento de R$ 58 milhões, por meio de recursos dos governos federal e estadual e já está com aproximadamente 30% do total concluída.

O Hospital do Sangue está sendo construído em uma área de 48 mil metros quadrados, fazendo parte do conjunto de instalações da Fundação Hemoam, onde já existe um amplo almoxarifado com mais de 3 mil metros quadrados, área de garagem para viaturas oficiais, oficinas de manutenção preventiva e corretiva, uma central de análises clínicas, incluindo um laboratório de anatomia patológica e um hemocentro.

Referência – Atualmente, a Fundação Hemoam é referência no tratamento de leucemias e outras doenças do sangue na região Norte, sendo que boa parte dos pacientes tratados na instituição é proveniente de outros estados, principalmente do Pará.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.