Amazonas Cidades Saúde

Campanha Nacional visa atualizar cartões de vacinação de crianças e adolescentes

Cartão precisa ser atualizado/Foto: Divulgação
Cartão precisa ser atualizado/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Cartão precisa ser atualizado/Foto: Divulgação

                                      Cartão precisa ser atualizado/Foto: Divulgação

Iniciada hoje, segunda-feira (19), a Campanha Nacional de Multivacinação com a recomendação de que os pais levem às Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital e do interior, as crianças e adolescentes que precisem atualizar o cartão de vacinação.
Em Manaus, além das UBSs da Prefeitura, a vacinação também está sendo realizada nos 12 Centros de Atenção Integral à Criança (Caic) do Governo do Estado, no horário de funcionamento normal, de 08h00 às 17h00. A campanha vai até o dia 30 de setembro e o “Dia D” será no sábado (24).

Naquela data, todas as UBSs estarão abertas participando da campanha, que visa à atualização do cartão de vacina das crianças e adolescentes, na faixa etária que compreende os menores de cinco anos de idade e de os de nove a 15 anos incompletos.

A Campanha de Multivacinação, que tem como slogan “todo mundo unido, fica mais protegido”, pretende resgatar a população ainda não imunizada ou com esquemas de vacinação incompletos, tanto na infância quanto na adolescência, visando melhorar a cobertura e, assim, manter controladas e erradicadas diversas doenças. Estão disponíveis nas UBSs e Caics todas as vacinas que fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação.

Pais são fundamentais – De acordo com Izabel Nascimento, coordenadora estadual do Programa de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (Susam) os pais têm papel importante para que o máximo de crianças e adolescentes tenha o cartão de vacina atualizado. No ano passado, 200 mil doses de diversas vacinas foram aplicadas no Amazonas. “É preciso que os pais levem os filhos para vacinar. Somente dessa forma vamos alcançar o público alvo da campanha”, ressaltou.

Ela acrescenta que a vacina é a forma mais eficaz de prevenção às doenças. “É muito mais fácil prevenir uma doença do que tratá-la. Por isso, a necessidade de vacinar a população”, destacou.

Conforme a coordenadora, para crianças menores de cinco anos estão disponíveis as vacinas BCG, Hepatite B, Pentavalente, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Tríplice Viral, Varicela, DTP infantil, Poliomielite e Hepatite A, entre outras. Para as crianças de nove anos e adolescentes de 10 a menores de 15 anos, as unidades estão aplicando as vacinas contra Hepatite B, Tríplice Viral, Febre Amarela, HPV, entre outras. “As crianças entre seis e nove anos que não fazem parte do público alvo da campanha, mas que estiverem com qualquer vacina atrasada também devem comparecer às unidades de saúde”, disse.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.