Amazonas Formal & Informal

Candidato da OAB-AM superestima freqüência em evento

OAB
Redação
Escrito por Redação

A baixa adesão ao evento programado para tentar alavancar a campanha dos advogados Aurélio Choy e Adriana Mendonça, para as eleições da OAB-AM, que aconteceu no sábado (31), no Círculo Militar de Manaus (Cirmam), decepcionou até os organizadores da campanha e o próprio candidato.

Embora a assessoria do candidato Choy tenha estimado em mais de mil, o número de pessoas presentes, o que se viu foram inúmeras cadeiras e mesas vazias por todo o salão. Até porque, o espaço foi contratado para 400 pessoas e não caberia “os mais de mil” superestimado pela assessoria do candidato.

Dois advogados apoiadores da campanha Muda-OAB, com Jean Cleuter e Omara Gusmão, presentes ao evento do adversário, confirmaram o número reduzido de pessoas e a falta de interesse às propostas do candidato Choy, que segundo eles, é a continuidade da atual gestão. As fotografias tiradas por eles confirmam a baixa freqüência.

Os advogados citaram também, a presença de muitas crianças, familiares e curiosos, que parecia dar volume ao evento. “Esse acontecimento, justifica o esforço do candidato do grupo da situação em fazer parecer que a adesão à sua campanha é maior do que a realidade”, alfinetaram.

Muitas crianças e curiosos na feijoada da Chapa 10.

Muitas crianças e curiosos na feijoada da Chapa 10.

Ao contrário vem acontecendo com a Chapa Muda OAB-AM, que tem 46% de mulheres advogadas compondo a diretoria e propostas reais de mudança. “A paridade entre homens e mulheres, como proposta inédita para a futura direção da OAB tem agradado e conquistado novas adesões ao grupo”, afirmou Jean Cleuter em entrevista recente.

Procurados pelo Portal alguns advogados que estiveram presentes no almoço, e que apoiam Choy, afirmaram estar decepcionados e preocupados com o rumo da campanha, pois atribuem o fracasso da feijoada ao estilo de campanha que se optou.

“A campanha do Choy está sempre recheada de ataques aos adversários”, disseram acrescentando que isso vem provocando desgaste natural do grupo político que dirige a OAB/AM nos últimos dois mandatos. “A atual gestão vem sendo duramente criticada por não ter cumprido compromissos firmados, pelo uso excessivo da máquina em favor de Choy e falta de transparência no uso do dinheiro dos advogados”, acentuaram os advogados consultados pelo Site.

As eleições estão marcadas para o dia 27 de novembro. A próxima diretoria deve representar algo em torno de 11 a 12 mil advogados em todo o Amazonas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.