Amazonas Política

Capacitação de Agentes é defendida por deputado em reunião na Sejusc

Reunião Sejusc, com deputado Luis Castro, segudo à direita/Foto: Divulgação
Reunião na Sejusc c
Redação
Escrito por Redação

A capacitação dos agentes que atuam na proteção dos direitos de crianças e adolescentes, foi tema de discussão em reunião realizada ontem (05), na Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), com a presença da titular, Graça Prola, da secretária de Assistência Social, Regina Fernandes, do movimento Tecendo Redes e da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes (Frenpac), presidida pelo deputado Luiz Castro (PPS).
O Movimento Tecendo Redes, que reúne entidades e ativistas dos direitos da infância e juventude, em parceria com a Frenpac, busca apoio para financiar a qualificação do atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência, em Manaus e nos municípios próximos da capital.

A representante do Instituto de Assistência à Criança e ao Adolescente Santo Antônio (Iacas), Amanda Ferreira destacou a proposta de financiamento de pesquisa de capacitação dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

A secretária Graça Prola se comprometeu em apoiar a iniciativa por meio de verificação do edital de programas de pesquisa oferecidos pela Fapeam.

O deputado Luiz Castro aproveitou a ocasião para solicitar maior presença da Seas e da Sejusc nos municípios do interior, onde o atendimento a crianças e adolescentes é precário, sobretudo por falta de apoio das prefeituras aos Conselhos Tutelares. Ele sugeriu a realização de cursos de capacitação e palestras nos municípios polos das regiões geográficas do Amazonas.

Além da violência sexual contra crianças e adolescentes, Luiz Castro apontou o uso de drogas entre os jovens, como um grave problema na maioria dos municípios do interior, que precisa ser enfrentado pelo Estado.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.