Cidades

Carreta perde o controle, atinge três veículos e invade casa, na Praça 14

20150812_141457
Redação
Escrito por Redação

O motorista de uma carreta carregada de madeira perdeu o controle do veículo, que desgovernado, acabou colidindo contra dois carros e um caminhão de uma empresa de bebidas, que estava estacionado e depois invadiu uma casa. O acidente aconteceu na tarde desta quarta-feira (12), por volta das 13h30, na rua Major Gabriel, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus.

O motorista da carreta, Daniel Elias, 31, disse que o cavalo mecânico, cor vermelha, placas IIT-3312, atrelado à carreta de placas AFI-7110, perdeu o freio na ladeira, quando transportava 25 toneladas de madeira.

A carreta transportava 25 toneladas de madeira, quando perdeu o controle - foto: divulgação

A carreta transportava 25 toneladas de madeira, quando perdeu o controle – foto: divulgação

“Eu estava perdido na via e parei a carreta para pedir informações que pudesse me levar até a balsa do Porto Chibatão. Ao continuar o trajeto, deparei-me com o problema nos freios do veículo. Eu fiz de tudo para controlar, mas quando percebi que não tinha mais controle, comecei a pedir às pessoas que saíssem da frente e em seguida pulei para não morrer antes que o veículo colidisse”, comentou.

A carreta esmagou uma picape Fiorino - foto: divulgação

A carreta esmagou uma picape Fiorino – foto: divulgação

Após perder a direção, a carreta atingiu o caminhão-baú de bebidas, cor branca, placas NOT-3242, da empresa Magistral, um Palio, cor azul, placas JXH-9129 e uma picape Fiorino, cor vermelha, placas JWU-6740, que foi esmagada pelo veículo pesado e em seguida, caiu dentro de um terreno, invadindo a sala de uma residência.

Na ocasião, duas pessoas estavam na sala do imóvel assistindo programa de TV. Uma mulher grávida, que também estava em frente à casa, teria corrido para não morrer.

Duas pessoas estavam na casa após a carreta invadir a sala - foto: divulgação

Duas pessoas estavam na casa após a carreta invadir a sala – foto: divulgação

O proprietário da casa Alzemiro da Costa Araújo, 84, lamentou ao ver sua sala destruída e agradeceu a Deus por ter sobrevivido junto com a filha.

Toda a carga tinha como destino a balsa do Porto Chibatão, no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul da capital.

O condutor da carreta ressaltou que era a primeira vez que realizava trabalho na capital e desconhecia as ruas. Com o impacto da colisão, o motorista sofreu escoriações leves pelo corpo.

A carreta envolvida no acidente prestava o serviço terceirizado a uma empresa gaúcha, pertencente a Cláudio Lopes.

O condutor do caminhão-baú, Carlos Alberto Mota de Oliveira, 53 anos, informou que o veículo estava estacionado realizando a entrega das bebidas aos clientes da área, quando o caminhão foi atingido. Um dos ajudantes havia acabado de retirar produtos para entrega.

“Eu estava na boleia do veículo checando as notas da entrega, quando fui surpreendido pela carreta que atingiu a lateral. No momento pensei que a carreta iria arrastar o caminhão”, contou.

Para o ajudante de carga José Siqueira, 59, o susto foi ainda maior e por pouco não foi atingido.

“Acho que nasci novamente, pois eu tinha acabado de retirar os produtos do caminhão, quando minutos depois escutei o barulho. Corri para ver o que era e encontrei a destruição”, disse.

O proprietário da picape Fiorino, Rogério Fernandes de Oliveira, 60, informou que trabalhava no carro e tinha estacionado no local por cerca de 40 minutos para almoçar em casa.

“Até agora não estou acreditando no que aconteceu. O meu carro foi totalmente destruído e espero que a empresa arque com o prejuízo”, comentou.

Acidente

Após o acidente, uma equipe do Corpo de Bombeiros sob o comando do tenente Janderson Lopes. Segundo ele, não houve vítimas no grave acidente que envolveu os veículos e casa invadida pela carreta.

“A nossa equipe chegou ao local e logo fizemos o isolamento para os trabalhos. Graças à Deus, não tivemos vítimas. Agora vamos trabalhar com órgãos públicos para auxiliar na retirada da carreta e do material, pois o condutor prestava serviço terceirizado a uma empresa do Sul do país”, disse o tenente Janderson.

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) estiveram no local. O fluxo de veículos na via foi desviada para os trabalhos de perícia e retirada da carreta.

Explicações

O diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitoza, esteve no local do acidente e falou sobre mais um acidente envolvendo carretas na capital.

“Infelizmente aconteceu mais um acidente envolvendo uma carreta. Eu venho falando sempre. Nós temos que estipular um horário específico para o tráfego desses veículos pesados na cidade. O horário ideal seria entre 21h às 5h da madrugada, quando o fluxo no trânsito melhor e menos pessoas estão nas ruas”, explicou Leonel Feitoza.

O veículo apresentava péssimas condições de tráfego - foto: divulgação

O veículo apresentava péssimas condições de tráfego – foto: divulgação

O motorista realizava sozinho o transporte de madeira no veículo com péssimas condições de tráfego – a carreta apresentava mal estado de conservação com sobressalentes carecas (pneus estepe).

“Hoje as pessoas tem pavor de trafegar ao lado de uma carreta ou de contêiner. Não podemos aceitar isso… Temos que disciplinar e dar mais tranquilidade no trânsito com horários diferenciados, caso contrário teremos outros acidentes”, ressaltou o diretor-presidente do Detran-AM.

A via onde ocorreu o acidente não tem restrição para o tráfego de veículos pesados, informou o Detran-AM. Mais de 250 apreensões de carretas foram efetuadas neste ano, segundo órgão.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.