Amazonas Esportes

CBF lança Copa Verde de Futebol, com 18 clube e forte apelo ambiental

Vice-governador Henrique Oliveira(D), no evento, em Belém/Foto: Divulgação
Vice-governador Henrique Oliveira(D), no evento, em Belém/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

A Copa Verde, a primeira competição carbono zero do futebol brasileiro, foi lançada ontem, quarta-feira, em Belém (PA), pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com forte apelo ambiental, e um pacote de iniciativas sustentáveis e de compensação das emissões de gases poluentes geradas durante a competição que envolve 18 clubes de 12 estados brasileiros e começa no próximo dia 6 de fevereiro. Ao lançamento, estiveram presentes o vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira, que disse acreditar que a “consciência ambiental” no futebol brasileiro, deve servir de exemplo para outros campeonatos nacionais.
Fast e Nacional são os clubes do Amazonas na competição. Os jogos em Manaus devem ser disputados no Estádio Carlos Zamith e na Colina. Liderada por Henrique Oliveira, a comitiva do governo amazonense contou com a presença do secretário executivo de Juventude, Esporte e Lazer, Ricardo Marrocos, do secretário de Meio Ambiente, Antônio Stroski e do presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Dissica Valério Thomaz. O grupo defendeu a realização de rodada dupla da Copa Verde no Estado, envolvendo os times do Amazonas.

“É a união de todos com essa paixão nacional, que é o futebol, tendo o mote da Sustentabilidade. Acredito que é um pontapé inicial para avançar nesse tema valorizando nosso patrimônio verde. Isso tudo é consequência das discussões iniciadas na COP 21, na qual o Amazonas assume um protagonismo grande no tema por ser o Estado com maior área florestal preservada. A CBF tenta promover na região norte, que tem o maior apelo em sustentabilidade, uma atitude que depois pode ser estendida para outros campeonatos, com medidas dos próprios times, como trocar ingressos por garrafas pets, até atitudes de racionalização de recursos como água, energia elétrica”, enfatizou o vice-governador.

Para Henrique Oliveira, o tema ambiental deve permanecer sendo uma preocupação do futebol. O vice-governador também ressaltou as possibilidades que as equipes esportivas do Amazonas terão participando da competição. “Essa é uma oportunidade que nossos times vão ter para competir e, quem sabe, ir direto para o campeonato Sulamericano”, frisou.

A Copa Verde será disputada por 18 clubes de 12 estados do Centro-Oeste e Norte, regiões que contam com dois grandes patrimônios naturais do país: o Pantanal e a Floresta Amazônica. Para incentivar a reciclagem de lixo, haverá troca de ingressos por garrafas pet em partidas no Acre, Amapá e Mato Grosso do Sul. Nos postos credenciados, o torcedor poderá levar garrafas e trocar por uma entrada.

O campeão receberá dois troféus: a taça convencional, entregue à equipe vencedora após a decisão, e uma árvore da flora brasileira, prêmio vivo que vai ser plantado na sede ou no CT do clube vencedor. Como representante da fauna tupiniquim, a Arara Vermelha foi escolhida a mascote da competição.

Competição – A Copa Verde começa no dia 6 de fevereiro. Na etapa preliminar, as duas últimas vagas para a primeira fase serão decididas nos confrontos Fast Clube (AM) x Águia de Marabá (PA), que jogam nos dias 6 e 17, e Brasília (DF) x Vila Nova (GO), em partidas marcadas para 17 de fevereiro e 2 de março.

Os outros times são: Aparecidense (GO), Comercial (MS), Cuiabá (MT), Espírito Santo Futebol Clube (ES), Gama (DF), Genus (RO), Interporto (TO), Luverdense (MT), Náutico (RR), Naça (AM), Paysandu (PA), Remo (PA), Rio Branco (AC) e Santos (AP).

Uma das 14 competições organizadas pela CBF, a Copa Verde está na terceira edição. Em 2014, o Brasília (DF) venceu o Paysandu (PA) por 7 a 6, nos pênaltis, e ficou com o título. No ano passado, após perder o primeiro jogo da final por 4 a 1, o Cuiabá (MT) superou o Remo (PA) por 5 a 1, na Arena Pantanal, e faturou a taça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.