Amazonas Cidades

Celas de luxo de ´Zé Roberto´ são demolidas no Compaj

Celas de luxo no Compaj são demolidas/Foto: Divulgação
Celas de luxo no Compaj são demolidas/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Considerada uma afronta para o sistema prisional do Amazonas, por servir como privilégio para o traficante e líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), José  Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, as celas existentes dentro do  Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), foram demolidas.
As demolições ocorreram  no dia 20 de novembro, dia que a Operação La Muralla, deflagrada pela Polícia Federal e só confirmadas agora  pela Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP).

As celas existiam desde que  “Zé Roberto”  foi transferido para o Compaj e só foram descobertas após a revista realizada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e o Exército no dia 29 de julho.

O fato gerou polêmica ao ponto de gerar a revolta do juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), Luis Carlos Valois, que reclamou de não ter sido comunicado sobre a tal revista o que gerou um mal estar entre as autoridades.

As demolições foram uma determinação do secretário de estado de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, que considerava o espaço um privilégio que não devia se destinar a apenas um interno. O espaço será utilizado para uma cinemoteca, para uso de todos os internos do Compaj, reforçando a política da nova gestão da Seap, de tratamento igualitário para todos os internos. A nova gestão tomou a decisão da demolição dos espaços e a utilização dos mesmos para outros fins, visando a humanização do sistema, proporcionando lugares na unidade para atividades sociais e culturais.

Demolição de celas no Compaj/Foto: Divulgação

                                             Demolição de celas no Compaj/Foto: Divulgação

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.