Mundo

Chegada de refugiados mudará a Alemanha, diz Angela Merkel

Angela Merkel em pronunciamento, há pouco/Foto: AFP
Angela Merkel em pronunciamento, há pouco/Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

O fluxo em massa de imigrantes na Alemanha mudará o país, afirmou hoje, segunda-feira (7) a chanceler Angela Merkel, que prometeu trabalhar para que estas modificações sejam “positivas”.
“O que vivemos agora é algo que seguirá nos ocupando pelos próximos anos, nos mudará, e queremos que a mudança seja positiva e pensamos que podemos conseguir isto”, declarou à imprensa.

A Alemanha também anunciou nesta segunda-feira que vai liberar seis bilhões de euros adicionais para receber demandantes de asilo e refugiados em 2016.

O Estado federal aumentará o orçamento para as pessoas que solicitam asilo em três bilhões de euros (US$ 3,34 bilhões) e disponibilizará outros três bilhões para os Estados regionais e os municípios, responsáveis pelos alojamentos dos refugiados.

A distribuição detalhada do valor será definida em 24 de setembro, durante uma reunião de representantes do Estado federal e dos Estados regionais.

Emocionante e impactante

Merkel mencionou um fim de semana “emocionante e impactante”, durante o qual chegaram a Alemanha quase 20.000 refugiados procedentes em sua maioria da Síria.

A chanceler comemorou o fato da Alemanha “ter se transformado em um país que as pessoas associam à esperança. É algo muito valioso se observarmos nossa história”.

Ao mesmo tempo, Merkel fez um apelo por um “esforço da União Europeia”.

“Alemanha, Áustria e Suécia não podem ser os únicos países que recebem refugiados”, afirmou o vice-chanceler e ministro da Economia, o social-democrata Sigmar Gabriel, na mesma entrevista coletiva.

Merkel completou: “Não é possível dizer ‘não tenho nada a ver com isto’. Mas acredito que a dinâmica do que acontece não ficará sem efeito”.

A Alemanha recebe um número gigantesco de imigrantes em busca de uma vida melhor. O país prevê a entrada de 800.000 solicitantes de asilo este ano, contra 200.000 em 2014.

Nesta segunda-feira, um incêndio em um centro de refugiados em Bade-Wurtemberg, região sudoeste do país, deixou cinco feridos.(G1/AFP)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.