Amazonas Política

Chineses querem comprar energia do Amazonas, alerta Luiz Castro

Deputado Luis Castro, adverte sobre ação dos chineses/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Deputado Luis Castro, adverte sobre ação dos chineses/Foto: Divulgação

                Deputado Luis Castro, adverte sobre ação dos chineses/Foto: Divulgação

O deputado estadual Luiz Castro REDE), ocupando a tribuna na sessão de hoje, terça-feira (02), na Assembleia Legislativa do Amazonas, fez um alerta para a iminência da venda do sistema de geração e distribuição de energia elétrica no Amazonas, para empresas estatais chinesas. Segundo ele, o programa de privatização da Eletrobras, que coloca à venda todo o parque energético da Amazonas Energia, só tem como interessadas, em adquiri-lo, empresas da China.
“Nós precisamos estar muito antenados, porque podemos ficar distraídos de decisões que vão influenciar a vida do Amazonas para o bem ou para o mal”, disse Luiz Castro, informando que a proposta aprovada pelo Conselho de Administração concede inclusive um prêmio aos compradores, que é o aumento de 40% na conta de energia dos consumidores do Amazonas, “já autorizado no regulamento da privatização, para compensar as dívidas”.

A preocupação de Luiz Castro é que o interior do Amazonas vive uma situação muito diferente do restante do país, com dezenas de sistemas de geração de energia isolados e deficitários. “E nós já fomos informados que as únicas empresas interessadas em adquirir todo o parque energético da Amazonas Energia, são estatais chinesas. Diante disso, nós podemos sair de uma situação sofrível, para uma péssima situação”, afirmou.

O líder da REDE também questionou o interesse das estatais da China em tomar conta de uma empresa que está capilarizada no maior Estado da Federação brasileira que é o Amazonas, e disse que se trata de uma questão de soberania nacional. “É preciso colocar em pauta essa discussão a respeito de ter a China assumindo posição estratégica no controle do fornecimento de energia elétrica na região e ter os seus tentáculos em cima da nossa biodiversidade”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.