Amazonas Cidades

Cigás anuncia rede de gás natural na avenida Djalma Batista, em Manaus

Rede da Cigás está chegando a avenida Djalma Batista/Foto: Nathalie Brasil
Rede da Cigás está chegando a avenida Djalma Batista/Foto: Nathalie Brasil
Redação
Escrito por Redação

As obras de expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), com 30% já realizadas no conjunto Vieiralves, deverão chegar à avenida Djalma Batista, ainda, nesta semana, segundo adiantou o diretor técnico comercial da Companhia, Clóvis Correia Junior, em coletiva de imprensa, realizada na manhã de hoje, segunda-feira (27), com foco nos estabelecimentos comerciais e residenciais.
Técnicos da Cigás iniciaram, em janeiro, os serviços de levantamento topográfico e geo-radar para mapeamento e estudo de viabilidade da expansão de dutos na região do Vieiralves. O novo trecho da rede, de aproximadamente quatro quilômetros, será interligado à malha já existente na avenida Constantino Nery e passará pela rua Salvador, onde as obras foram iniciadas no dia 15 de maio, nas avenidas Maceió, Pará, Djalma Batista e Darcy Vargas. A conclusão desta fase de obras está prevista para setembro deste ano.

Nas intervenções, que ocorrem sempre de domingo a quinta-feira, das 21h30 às 5h30, é utilizado um método conhecido mundialmente como “não destrutivo”, a partir do furo direcional. Sem necessidade de abertura de valas, o método ocorre a partir da perfuração do solo e implantação subterrânea do duto, o que reduz o impacto na pista e no próprio trânsito. “Aprimoramos nossos métodos para uma obra sem transtornos. Na Djalma Batista, seremos ainda mais estratégicos nos horários, pois é uma via principal”, esclareceu Clovis.

Fornecimento – Com pouco mais de cinco anos de operação no Amazonas, a Companhia iniciou os trabalhos para atender o varejo após consolidar o fornecimento aos segmentos termoelétrico – mais de 60% da energia distribuída em Manaus é gerada por uso do gás natural –, e industrial, com 34 empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) em pleno consumo. No comércio, um shopping, dois hotéis e uma lavanderia já utilizam o gás. Seis postos em Manaus fornecem o Gás Natural Veicular (GNV).

Clovis Correia esclareceu que as distribuidoras de gás natural, de maneira geral, primeiramente atendem aos grandes consumidores, podendo assim viabilizar a rede a novos negócios. “O preço do gás natural ao consumidor final está diretamente relacionado com o custo das obras de expansão da malha de dutos. Para que a tarifa seja competitiva, precisamos expandir a rede de forma estratégica”, explicou.

“Todos os estabelecimentos possuem viabilidade técnica para receber o gás natural em Manaus. A viabilidade econômica é avaliada a partir de diversos fatores, como a proximidade da rede já existente e o potencial de consumo que esse estabelecimento possui. Portanto, quanto maior a demanda pelo combustível, mais vantajoso será o preço final para o cliente”, ressaltou o diretor.

Vantagens –  O gás natural residencial pode ser utilizado para cocção de alimentos, churrasqueiras, aquecimento de água, tanto na cozinha como no banheiro, até mesmo em piscinas. A vantagem do fornecimento contínuo, via duto, dispensa a necessidade de estoque ou acúmulo de combustível, o que possibilita o aproveitamento de mais espaços nas áreas comuns dos condomínios e, por ser mais leve que o ar, a dispersão do gás natural na atmosfera é mais rápida em caso de vazamento, reduzindo os riscos de acidentes.

Em empreendimentos comerciais, o gás natural também é uma alternativa econômica e prática de geração de energia, climatização, cocção, uso em caldeiras, fornos, estufas, dentre outros, com mais eficiência e segurança que os demais combustíveis.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.