Mundo

Cinco anos depois, cidades japonesas recordam tragédia do tsunami

Estudantes visitam cemitério onde foram sepultadas maisd e 2 mil pessoas/Foto: Kimimaka, EPA/Lusa
Redação
Escrito por Redação

Algumas cidades do nordeste do Japão lembraram, hoje (06), as vítimas do terremoto e tsunami que atingiu a região, em 11 de março de 2011, dias antes do quinto aniversário da catástrofe.
Em Rikuzentakata, onde o desastre deixou quase 2 mil mortos, cerca de cem pessoas, sendo a maioria familiares das vítimas, se juntaram em um memorial.

Em uma praia de Kesennuma, cerca de 50 residentes depositaram flores e fizeram um minuto de silêncio para recordar os 40 mortos e 18 desaparecidos.

“Cinco anos depois, os moradores que até agora tinham evitado vir a esta praia voltaram. Quero que este seja um loncal que as pessoas possam voltar a desfrutar”, disse Kyodo Yumi Suzuki, organizadora do evento e membro de um clube de surf de Rikuzentakata.

Às 14:46 locais de 11 de março de 2011, um terramoto de magnitude 9 na escala de Richter atingiu a costa nordeste da ilha de Honshu, a mais povoada do arquipélago do Japão, deixando mais de 18 mil mortos ou desaparecidos.

As ondas gigantes atingiram também a central nuclear de Fukushima Daiichi, que sofreu danos em três dos seus reatores, que ficaram sem sistema de arrefecimento.

Os vazamentos radioativos provocados pelo acidente, o pior desde Chernobil, na Ucrânia em 1986, impediram que milhares de pessoas que viviam nas proximidades da central nuclear voltassem às suas casas e prejudicaram gravemente a pesca, agricultura e pecuária local.(Agência Brasil)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.