Amazonas Cidades

Circulação de veículos pesados será proibida em três vias de Manaus

Carretas deixarão de trafegar em vias de Manaus/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

A partir de sábado (04), começa a valer a restrição de circulação para veículos pesados nas avenidas Umberto Calderaro (antiga Rua Paraíba); Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife) e Maceió, corredores viários da zona Centro-Sul, sendo que a fiscalização, só passará a ser exercida, no dia 19 de julho, após o desenvolvimento de uma campanha de orientação para condutores, informando os horários para a circulação de caminhões e tratores nessas vias.

A medida, que será publicada no Diário Oficial do Município, na edição de amanhã, sexta-feira (03), visa disciplinar a circulação de veículos de transporte de carga e tratores no âmbito da circunscrição municipal, com essas vias recebendo sinalização específica, indicando horários e peso dos veículos impedidos de trafegar.

Após a publicação das novas regras, haverá uma campanha educativa durante 15 dias realizada por educadores e agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), após o que, a fiscalização será iniciada.

“O objetivo da Prefeitura de Manaus é proporcionar a melhoria na qualidade de vida da população, do meio ambiente e proporcionar mais fluidez e segurança no trânsito”, acrescentou o diretor presidente do Manaustrans, destacando que a disciplina na circulação de veículos pesados vai garantir o deslocamento seguro e a continuidade das atividades essenciais da cidade.

Zonas de restrição

As zonas de restrição de circulação de veículos pesados são implantadas de forma gradual, com períodos de adaptação para não prejudicar o abastecimento da cidade (indústria, comércio e serviços).  Além das três novas vias com restrição, a Prefeitura de Manaus já publicou portarias criando as áreas de restrição no centro da cidade (em 2013) e nas avenidas Constantino Nery e na av. Djalma Batista (em 2014). Essas áreas estão sinalizadas e são fiscalizadas diariamente pelo Manaustrans.

V

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.