Amazônia Pará

Círio de Nazaré leva 2 milhões em procissão, em Belém do Pará

O Círio de Nazaré é celebrado há 224, é uma devoção a Nossa Senhora de Nazaré/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

A Imagem Peregrina da padroeira dos paraenses chegou ao destino final da romaria do Círio, a Praça Santuário de Nazaré, às 11h24 deste domingo (9). A procissão iniciou às 6h07, logo após o fim de uma missa celebrada pelo arcebispo Dom Alberto Taveira, em frente à Catedral de Belém. A estimativa da Diretoria da Festa e do Dieese/PA é de que mais de 2 milhões de pessoas acompanharam o Círio 2016.

O Círio de Nazaré é celebrado há 224 e é uma devoção à padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré. A pequena imagem da santa foi encontrada pelo caboclo Plácido Ramos, às margens de um igarapé, onde atualmente fica a Basílica. O Círio passou a ser realizado pela manhã a partir de 1854, devido às fortes chuvas que ocorriam à tarde. Desde 1882, o bispo Dom Macedo Costa, de comum acordo com o Presidente da Província, Dr. Justino Ferreira Carneiro, resolveu que o ponto de partida seria a Catedral de Belém, o que acontece até os dias atuais.

O Círio de Nazaré é celebrado há 224, é uma devoção a Nossa Senhora de Nazaré/Foto: Divulgação

O Círio de Nazaré é celebrado há 224, é uma devoção a Nossa Senhora de Nazaré/Foto: Divulgação

Da Catedral à Basílica foram percorridos 3,6 km. O trajeto é marcado por muitas homenagens de instituições e devotos da Virgem de Nazaré, que encheram de emoção a grande romaria.

Promessas
O funcionário público Victor Henrique, de 24 anos, fez uma tatuagem com a imagem da santa nas costas. “Este é meu sexto ano acompanhando o Círio. Iniciei esta tatuagem ano passado e só concluí agora. Esta foi a forma de homenagear a santa por todas as conquistas alcançadas”, disse o servidor.

A devota Ana Lúcia Maués, de 37 anos, levou uma casa na cabeça para agradecer uma graça alcançada. “A gente queria tanto a nossa casa e dentro de seis meses a gente conseguiu construí-la em cima da casa da minha mãe, mas graças a Deus é nossa! Pedimos pra nossa mãezinha e a gente foi atendido”, comemora Ana.

A auxiliar de tesouraria Neida Neves, 34 anos, fez uma promessa para engravidar. Ela conseguiu a graça no mesmo ano e levou a filha vestida de anjo no Círio de Nazaré. “Eu descobri que tinha um mioma em 2013 e não podia engravidar, a médica queria retirar o útero, mas eu não quis porque não tinha filho. Ela disse que só um milagre! Eu me apeguei com Nossa Senhora, que se um dia fosse mãe como ela, tivesse um filho, o traria de anjo e esse ano vim cumprir. Engravidei no mesmo ano da Raissa Vitória”, explica emocionada.

Bruno Teixeira, cirurgião dentista, agradeceu pela saúde da mãe levando uma cruz da romaria. “Em outubro do ano passado a minha mãe foi fazer uma cirurgia e eu pedi à Nossa Senhora de Nazaré que tudo acontecesse bem durante a cirurgia. E fiz essa promessa que viria aqui com uma cruz. Eu também escrevi o nome de algumas pessoas nessa cruz e peço que Deus ilumine o caminho delas”, conta o dentista.

Corda
A corda atrelada à berlinda de Nossa Senhora de Nazaré é um dos ícones do Círio e mede 400 metros. Segundo estimativas do Dieese/PA e da Diretoria da Festa de Nazaré, no total, mais de 8 mil pessoas levaram o símbolo de fé durante a procissão.

Muitos pagam promessas na corda, outros pediram pela intercessão da Virgem de Nazaré em uma causa considerada difícil ou impossível, como a cura de uma doença, a conquista de um emprego ou a compra da casa própria. E todos querem levar para casa a recordação deste dia de religiosidade.

A organização da festa faz uma campanha para que a corda não seja cortada antecipadamente, mas este ano parte da corda foi cortada às 9h13, na avenida Nazaré.

A corda foi cortada antecipadamente, às 9h13, na avenida Nazaré/Foto: Divulgação

A corda foi cortada antecipadamente, às 9h13, na avenida Nazaré/Foto: Divulgação

Procissões
As procissões do Círio de Nazaré são 12 no total e iniciaram-se na última sexta-feira (7), com o Traslado para Ananindeua. A Imagem Peregrina passou a noite de sexta-feira na Igreja Matriz de Ananindeua e saiu logo cedo no sábado (8) para a Romaria Rodoviária, passando pela avenida Augusto Montenegro em direção ao Trapiche de Icoaraci.

Do distrito de Icoaraci saiu o Círio Fluvial, em que a Imagem Peregrina, levada no navio da Marinha, seguiu pelas águas até a Escadinha da Estação das Docas. Ao deixar do barco, teve início a Moto Romaria, uma homenagem de motociclistas, que acompanharam a santa até o Colégio Gentil Bittencourt, de onde saiu a Trasladação, procissão noturna que fez o trajeto inverso do Círio.

A programação do Círio de Nazaré segue pelas próximas semanas com a realização de outras importantes procissões como o Círio das Crianças e também como Círio Musical, que inicia na noite deste domingo (9) com shows de bandas católicas na Praça Santuário, em Belém.

(alagoas 24 horas)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.