Amazonas Política

CMM concede Medalha de Ouro ´Cidade de Manaus´ a pesquisador do INPA

Pesquisador Juan Revillia com Vereador Éwerton Wanderley/Foto: Tiago Correa
Redação
Escrito por Redação

Pesquisadores, representantes da área acadêmica e convidados prestigiaram na manhã de hoje, quinta-feira (07), a cerimônia de entrega da Medalha de Ouro Cidade de Manaus, ao professor e pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Juan David Revilla Cárdenas, por iniciativa do vereador Mário Frota (PSDB) e presidida pelo vereador Dr. Ewerton Wanderley (PSDB), que representou o autor da proposta, que seencontra em São Paulo, em tratamento de saúde.
Doutor em botânica do Inpa, Juan Revilla, é pesquisador e defensor do uso de plantas medicinais na cura de algumas doenças. De acordo com ele, a eficácia das plantas medicinais na cura de doenças é pouco divulgada, apesar do conhecimento de que 70% das doenças possam ser tratadas com plantas e medicamentos fitoterápicos, com uma eficácia de 95%.

Nascido em Arequipa, no Peru, em 1949, o homenageado assegura que os fitoterápicos têm eficácia no tratamento de casos de distúrbios hormonais, endometriose e cistos nos seios. “Tem muitas crianças que nasceram após tratamento fitoterápico”, disse.

Já com a Medalha de Ouro Cidade de Manaus no peito e muito emocionado, agradeceu a homenagem da Câmara em seu nome e de sua família. “Hoje não é homenagem a um homem, mas a todos nós”, disse, ao afirmar que o gosto pela botânica vem de criança, pois foi criado plantando flores e frutíferas, colhidas do viveiro da família. “O melhor presente que ganhei foi uma tesoura de jardineiro, que uso até hoje”, assegurou, ao destacar que sempre se interessou por botânica econômica.

Segundo ele, no INPA, teve condições de desenvolver o seu trabalho e dar orientações. “O que mais fortalece meu trabalho e o espírito é poder tratar pessoas que não têm condições de fazer um tratamento alopático, pois se comprar um remédio morre de fome”, ressaltou ele, ao lembrar que a descoberta de novos medicamentos depende de pesquisa. “Mas é possível por meio de chás de cipó curar asma, sinusite, gastrite e pressão alta, que podem ser tratadas a base de plantas e medicamentos da natureza”, disse.

“Sou feliz com o que faço e para mim seria bom ver o interior produzindo cascas medicinais, beneficiando raízes e fazendo com que a Amazônia fosse preservada. A marapuama, por exemplo, é fantástica para problemas do sistema nervoso. Custa muito menos produzir a marapuama do que plantar mandioca”, defendeu.

Ewerton Wanderley, que também é médico, assegurou que estava feliz por presidir a cerimônia que homenageava o especialista em fitoterápicos e ter sido convidado por Mário Frota para estar à frente do evento. O vereador leu a mensagem encaminhada pelo autor da homenagem, na qual destacou os feitos e a importância do homenageado pelos relevantes serviços prestados no campo da medicina natural e na cura de doenças. “Como sabemos, a fitoterapia é o estudo das plantas medicinais e suas aplicações na prevenção e cura de algumas doenças é considerada uma especialidade da medicina alopática. Algumas pesquisas realizadas comprovam que o tratamento com o uso de plantas medicinais oferece soluções eficazes e mais baratas para o tratamento de doenças, principalmente no combate de doenças infecciosas, disfunções metabólicas, doenças alérgicas e alguns traumas”, disse.

Prestigiaram a homenagem a subsecretaria municipal de Educação, Euzenir Araújo Trajano, representante da Prefeitura de Manaus; o juiz da Vara Especializada do Meio Ambiente e Questões Agrárias, Adalberto Carim Antônio ; o diretor adjunto da Federação das Indústrias do Amazonas, Walter Barros Martins  e o matreiro Juarez dos Santos Batista, representando o coletor de Amostras Botânicas de Parintins, José da Saúde Guerreiro.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.