Amazônia Política

CMM pode instalar CPI contra a máfia dos aluguéis dos prédios escolares

escola-municipal
Redação
Escrito por Redação

Diante da condenação aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) aos ex-secretários municipais de educação, Pauderney Avelino (DEM) e Mauro Lippi, que os obriga a devolver aos cofres públicos o valor de R$8,8 milhões, pela prática de sobre preço dos contratos de aluguéis de prédios usados como escola, o vereador Waldemir José (PT) anunciou nesta manhã que entrará com pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a máfia dos aluguéis.

Além disso, ele entrou com requerimento à Mesa Diretora da Câmara Municipal para que convide o deputado federal Pauderney e o médico Mauro Lippi ao plenário da para dar explicações a respeito dos altos valores nos contratos de aluguéis dos prédios onde funcionam escolas municipais.

Waldemir José disse que em 2013, na gestão de Pauderney Avelino, era necessário construir 172 novas escolas para retirar os estudantes de Manaus dos precários prédios alugados e que, de 2013 a 2015, já foram disponibilizados pelos orçamentos anuais mais de R$130 milhões para construção de escolas.

“Somente nos anos de 2013 e 2014 foram cerca de R$90 milhões, um pouco antes da autorização que a Câmara deu para empréstimo junto ao BIRD, sob a justificativa de construção de escolas. Foram disponibilizados, ainda, cerca de R$60 milhões para reforma e ampliação das escolas. No entanto, nas fiscalizações que realizo nas escolas municipais das zonas urbana e rural só tenho encontrado escolas funcionando precariamente”, disparou o vereador.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.