Mundo

Colisão de trens em alta velocidade deixa nove mortos na Alemanha

Trens colidem de frente, em alta velocidade/Foto: AFP
Redação
Escrito por Redação

O ministro dos Transportes da Alemanha, Alexander Dobrindt, disse em entrevista coletiva na manha de hoje, terça-feira (09), que a colisão de frente entre dois trens de passageiros na manhã de hoje em Bad Aibling (Estado da Baviera) ocorreu em alta velocidade e que uma das composições “perfurou” a outra. Ao menos nove pessoas morreram e 150 ficaram feridas.

Os trens “se fundiram” e ficaram “parcialmente descarrilados”.

Duas pessoas são consideradas desaparecidas, segundo o chefe de polícia local, Robert Kopp, que também participou da entrevista. Portanto, o número de mortos ainda pode aumentar.

O limite de velocidade na ferrovia onde os trens circulavam é de 100 km/h, e possivelmente não houve tempo para que fossem realizadas ações de desvio pelos condutores, de acordo com o ministro dos Transportes. Supõe-se, por enquanto, que os condutores não frearam antes da batida.

Presume-se que não houve contato visual entre eles, por conta do traçado em curva da linha férrea, o que leva a compreender a colisão em alta velocidade.

“Não é possível especular sobre as causas do acidente. Vamos esperar as conclusões finais”, afirmou Dobrindt, ao informar que duas das três caixas-pretas dos trens já foram recuperadas.

“É chocante como os trens bateram um no outro”, disse o ministro, que esteve no local. “A cena do acidente é horrível”.

Ainda não se sabe por que razão os dois veículos estavam na mesma linha férrea e no mesmo horário. Um deles não cumpria exatamente o que estava previsto para sua escala.

As investigações devem considerar se houve erro humano, falha técnica em um dos trens ou problemas de infraestrutura.

Batida de frente

Os dois trens bateram de frente nas proximidades de Bad Aibling, uma estação de águas localizada 60 km ao sul de Munique (cerca de 600 km de Berlim). Como hoje é feriado, a ocupação dos trens estava bem abaixo do normal, especialmente porque as escolas não têm aulas nesta terça-feira.

“Este é o maior acidente que tivemos em anos na região, e temos um time de paramédicos, ambulâncias e helicópteros envolvidos na operação”, disse mais cedo à agência de notícias Associated Press Stefan Sonntag, porta-voz da polícia.

Sonntag explicou que os dois trens colidiram ao entrar na mesma linha entre as estações de Rosenheim e Holzkirchen pouco antes das 7h (4h da manhã em Brasília). Alguns dos vagões ficaram deformados por causa da força do choque.

O ministro do Interior, Joachim Herrman, disse que dezenas de agentes trabalharam na operação de resgate e que dez helicópteros foram usados na remoção das pessoas em pior estado de saúde –50 entre as 150 feridas. A maior parte do trabalho na área já está concluída.

O último grande acidente com número alto de mortes na Alemanha tinha ocorrido em 2006, quando 23 pessoas perderam a vida e dez ficaram feridas na colisão entre um trem de passageiros e um veículo de manutenção dos trilhos, nas proximidades de Lathen, no oeste do país.(Terra/BBC e CNN)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.