Mundo

Colômbia submeterá acordo de paz com Farc a plebiscito

Redação
Escrito por Redação

Juan Manuel Santos, presidente colombiano, advertiu nesta segunda-feira (8), pelo Twitter, que qualquer acordo fechado com as Forças Revolucionárias Armadas da Colômbia (Farc) em negociações de paz será votado em plebiscito, para verificar aprovação popular. Após Congresso dar aval a revisão constitucional, as Farc estaria fazendo pressão ao governo. “O que for assinado em Havana será levado a plebiscito, gostem as Farc ou não”, twittou ele.

Antes disso, Iván Márquez, chefe negociador das Farc, teria rejeitado a hipótese, afirmando que a aprovação do Congresso tornava desnecessária a consulta popular.

O governo da Colômbia teria criticado a intenção das Farc de tentar burlar a aprovação popular, já que uma aproximação com o grupo é vista com meus olhos por uma parcela considerável da população. Não há uma data definida para o plebiscito, mas deve acontecer em poucos meses após a data-base para o acordo final, em março.

Exército de Libertação Nacional (ELN) também estaria tentando um processo de paz, segundo as Farc na tentativa de convencer o governo. “O ELN não pode ficar fora das negociações. Temos elementos para afirmar que seus dirigentes querem iniciar o quanto antes conversas com o governo. Sem o ELN, a paz seria incompleta”, diz Márquez.

O conflito com os dois grupos dura mais de 50 anos.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.