Brasil Esportes

Com gols de Ricardo Oliveira, Santos quebra invencibilidade do Corinthians

Ricardo Oliveira, faz dois e deixa Cássio desolado/Foto: Divulgação
Ricardo Oliveira, faz dois e deixa Cássio desolado/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

A invencibilidade do Corinthians em 2016, enfim, foi quebrada, e assim como aconteceu em 2015, o responsável pelo fim da sequência positiva do time de Tite foi o arquirrival Santos. Em clássico disputado na tarde de hoje, domingo, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, a equipe de Dorival Júnior foi superior ao Corinthians, que foi a campo poupando seis titulares, especialmente no primeiro tempo, e venceu o jogo por 2 a 0 com dois gols do atacante Ricardo Oliveira.

Responsável por três das dez derrotas que o Corinthians sofreu em 2015, o Santos quebrou a invencibilidade de 11 jogos do rival no ano passado, em jogo da Copa do Brasil. Nesta temporada, a sequência era menor: nove partidas, sendo sete pelo Paulista e duas pela Copa Libertadores, com sete vitórias e dois empates. Mas neste domingo, o Corinthians não resistiu.

Melhor desde o apito inicial, o Santos dominou o remontado Corinthians no primeiro tempo, fez o que era preciso na segunda etapa e contou mais uma vez com o faro de artilheiro de Ricardo Oliveira, que marcou seus primeiros gols com a camisa santista desde a negociação frustrada com a China.

Com o resultado, o Santos disparou ainda mais na liderança do grupo A do Paulistão. Chegou aos 15 pontos e abriu quatro em relação ao vice-líder São Bento. Já o Corinthians, mais tranquilo em sua chave (D), estaciona nos 17 pontos, mas segue distante do segundo colocado Água Santa, que tem 11.

SANTOS 2 X 0 CORINTHIANS

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 06/03/2016 (domingo)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Público: 9.635 pagantes
Renda: R$ 322.880,00
Cartões amarelos: Victor Ferraz e Lucas Lima (Santos)
Gols: Ricardo Oliveira, aos 9min do primeiro tempo e aos 40min do segundo tempo

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe), Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Serginho (Paulinho); Gabriel (Rafael Longuine) e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Edilson), Balbuena, Yago e Guilherme Arana; Bruno Henrique, Willians, Romero (Alan Mineiro), Danilo e Lucca; Luciano (André)
Técnico: Tite

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.