Amazonas Esportes

Com oito mudanças e técnico ameaçado, Fla enfrenta o Náutico, em PE

Sheik e Guerrero, as esperanças do Fla/Foto: Gilvan de Souza
Redação
Escrito por Redação

O Flamengo joga mais do que a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, hoje, quarta-feira (15), na Arena Pernambuco. Às 21h00 (de Manaus), o Rubro-negro encara o Náutico, em busca de um alívio pela péssima campanha no Campeonato Brasileiro. Com jogadores pressionados e técnico ameaçado, os cariocas entram em campo com oito mudanças após 49 dias do primeiro duelo contra os pernambucanos.
Em 27 de maio, os times empataram por 1 a 1 no Maracanã. Para avançar, o Flamengo precisa de uma vitória simples ou empatar a partir de 2 a 2. O Náutico se classifica com igualdade sem gols e qualquer triunfo. A repetição do resultado do primeiro jogo leva a decisão para os pênaltis.

Na época do encontro no Rio de Janeiro, o Rubro-negro vivia situação parecida com a atual. O técnico Cristóvão Borges havia sido confirmado horas antes da partida como substituto de Vanderlei Luxemburgo e acompanhou em casa a performance ruim da equipe comandada pelo interino Jayme de Almeida.

De lá para cá, o Flamengo mudou peças, mas segue sem empolgar. A partir desta quarta-feira, a “Era Guerrero” começa de fato, já que o peruano estreou com sucesso contra o Internacional e ficou fora na derrota para o Corinthians. Com o camisa 9 e Emerson Sheik no comando do time, a confiança é grande de que a má fase ficará para trás.

Além da dupla de ataque, a equipe entra em campo com mais seis mudanças em relação ao empate no Maracanã. São elas: César (Paulo Victor está lesionado), Luiz Antônio (Ayrton não pode atuar, pois jogou a competição pelo Palmeiras), Marcelo (Samir está lesionado e Bressan com a seleção sub-23), Jorge (disputa posição com Armero), Jonas (opção técnica) e Everton (machucado no primeiro jogo). Tudo para mudar o rumo da prosa e reescrever uma história de decepção até o momento em 2015.

“É a hora de virar a chave e pensar na Copa do Brasil. É um grupo que ao longo dos meses se habituou a jogar com pressão e precisa vencer. Vestimos a camisa de um clube grande e com uma história linda. Não podemos colocar na cabeça que está tudo ruim. Isso não é verdade”, afirmou Emerson Sheik.

Pelo lado do Náutico, o técnico Lisca pregou seriedade e colocou a classificação como um sonho distante. Apesar de ter a vantagem no início da partida, o comandante do quarto colocado no Brasileirão da Série B depositou o favoritismo na conta do Flamengo.

“O Náutico é tradicionalíssimo, mas a diferença é grande no nível econômico. Precisaremos de um jogo perfeito. Vai ser uma partida difícil e de alto nível, mas sonhar não custa nada. Quem sabe a gente não dá uma beliscada”, encerrou.

NÁUTICO X FLAMENGO

Data/hora: 15/07/2015, às 22h00(Brasília)
Local: Arena Pernambuco (PE)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Auxiliares: Luís Carlos Camara Bezerra (RN) e Lourival Cândido das Flores (RN)

Náutico
Julio Cesar; Guilherme, Diego, Fabiano Eller e Lucas Piauí (Fillipe Soutto); João Ananias, Willian Magrão, Marino e Rogerinho; Bergson e Stéfano Yuri.
Técnico: Lisca.

Flamengo
César; Luiz Antônio, Marcelo, Wallace e Jorge (Armero); Cáceres, Jonas, Canteros e Everton; Emerson Sheik e Guerrero.
Técnico: Cristóvão Borges.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.