Amazonas Cidades

Com produção debaixo d’água, agricultores vão recorrer à ajuda do governo

Redação
Escrito por Redação

Agricultores de 42 municípios do Amazonas já não podem contar com a produção desse ano. Mais de 80% do que foi plantado em 2015, está debaixo d’água, perdida pela cheias dos rios. Os prejuízos são incalculáveis e deve comprometer o abastecimento das cidades do interior do Estado e parte da capital amazonense.

 

É sobre esse assunto que o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Amazonas (Fetagri), Alfredo Pontes, vai falar amanhã (15) , em coletiva para a imprensa, na sede da entidade, na Avenida Tarumã, em frente ao prédio da Defensoria Pública.

 

Alfredo antecipou ao portal, que alguns sindicatos, como o de Anori, Barreirinha, Anamã, Eirunepé, Boca do Acre, Nova Olinda, Borba, Manicoré todos estão debaixo d’água. A situação dos agricultores desses municípios é crítica e precisa do apoio do governo para amenizar os prejuízos adquiridos.

 

O presidente informou ainda, que vai pedir uma audiência com o governador José Melo e levar junto com ele, os agricultores prejudicados pela cheia. Ele espera uma solução do governo.

 

Alfredo falará ainda, na coletiva para a imprensa, sobre a Jornada Temática da Mulher,que acontecerá no auditório do Hotel Taj Mahal, Centro, a partir das 14 horas e sobre Caravana das Águas e a panfletagem na Manaus Moderna, no dia 17 de junho próximo. “Chegou a temporada de reivindicação para os agricultores do Estado”, anuncia Alfredo.

As terras estão cobertas pelas águas e a produção no fundo do rio.

As terras estão cobertas pelas águas e a produção no fundo do rio.

A coletiva com a imprensa acontecerá às 9h, desse dia 15 de junho, na sede da Fetagri, Avenida Tarumã, Centro. Estarão presentes, agricultores de vários municípios do Amazonas. Todos os quais, as suas comunidades agrícolas estão passando por alagações.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.